Coleta seletiva

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 24 (5865 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
- O lixo e a coleta seletiva

Para que possamos colocar em prática a coleta seletiva de forma eficiente e duradoura, se faz necessário, ter um conhecimento prévio do material que iremos separar. Considerado pela fonte geradora, o nome genérico de lixo, esses resíduos sólidos, não tendo um destino adequado podem não só trazer grandes danos ao meio ambiente como problemas à saúde pública.Apesar de ser muito simples a separação de materiais recicláveis, considerado comumente de lixo, é preciso que se conheça a natureza desses materiais para que se possa dar um melhor destino a eles. Saber classificar, identificar o tipo, os riscos que causam ao meio ambiente, o destino que terão os resíduos sólidos, tudo isso e outros detalhes são importantes na hora de fazer a ColetaSeletiva, principalmente para o profissional que organiza e para os envolvidos em projetos de Coleta Seletiva.
O que pode parecer simples, poderá se tornar desastroso, quando não se leva em consideração a classificação correta do lixo e, principalmente, quando isso não é tratado por pessoas devidamente capacitadas para lidar com determinados tipos de lixo. Alguns destes, realmente chegam a sermuito simples a sua separação, armazenamento e destinação, mas outros requerem manuseio de pessoas qualificadas e devidamente treinadas para manuseio, não sendo possível se aventurar a querer fazer a tarefas sem os devidos conhecimentos e práticas adequadas.

O CONCEITO DE LIXO

Lixo é todo e qualquer resíduo proveniente das atividades humanas ou gerado pela natureza em aglomeraçõesurbanas, podendo ser de origem industrial, doméstica, hospitalar, comercial, agrícola, de serviços, de varrição, entre muitos outros. No senso comum, é definido como aquilo que ninguém quer. Porém, precisamos reciclar este conceito, deixando de enxergá-lo como uma coisa suja e inútil em sua totalidade. Grande parte dos materiais que vão para o lixo pode (e deveria) ser reciclada.
O lixo,também chamado de resíduos sólidos, pode ser definido como o conjunto dos produtos não aproveitados das atividades humanas (domésticas, comerciais, industriais, de serviços de saúde) ou aqueles gerados pela natureza, como folhas, galhos, terra, areia, que são retirados das ruas e logradouros pela operação de varrição e enviados para os locais de destinação ou tratamento. Também podemos definir lixocomo: os restos das atividades humanas, considerados pelos geradores como inúteis, indesejáveis ou descartáveis. Normalmente, apresentam-se sob estado sólido, semi-sólido ou semilíquido (com conteúdo líquido insuficiente para que este líquido possa fluir livremente).

Origem, composição e características do lixo

A palavra lixo, derivada do termo latim lix, significa “cinza”. Nodicionário, ela é definida como sujeira, imundície, coisa ou coisas inúteis, velhas, sem valor. Lixo, na linguagem técnica, é sinônimo de resíduos sólidos gerado pelo homem em suas atividades, considerado pelos geradores como inúteis, indesejáveis ou descartáveis. Desde os tempos mais remotos até meados do século XVIII, quando surgiram as primeiras indústrias na Europa, o lixo era produzido em pequenaquantidade e constituído essencialmente de sobras de alimentos.
A partir da Revolução Industrial, as fábricas começaram a produzir objetos de consumo em larga escala e a introduzir novas embalagens no mercado, aumentaram consideravelmente o volume e a diversidade de resíduos gerados nas áreas urbanas. O homem passou a viver então a era dos descartáveis em que a maior parte dos produtos — desdeguardanapos de papel e latas de refrigerante, até computadores — são inutilizados e jogados fora com enorme rapidez.

Como classificar o lixo?

Para determinar a melhor tecnologia para tratamento, aproveitamento ou destinação final do lixo é necessário conhecer a sua classificação.

São várias as formas possíveis de se classificar o lixo:

• Por sua Natureza física...
tracking img