Cloud computing

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2204 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIESP/IESA- INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR
“SANTO ANDRÉ”












CRITÉRIOS E COMPETÊNCIAS DO PROFESSOR












Santo André
2011
1
Introdução




Neste trabalho abordaremos o tema sobre, critérios e competências do professor, falaremos sobre o compromisso que se assume quando se determina colocar em sua vida como meta a carreira de “professor”, aimportância da formação contínua e a insistente busca pelo conhecimento, além de confirmar que se assume um compromisso de responsabilidade social, principalmente na Educação atual.























2
Critérios e Competências do Professor

Quando pensamos em competências e critérios do docente, logo pensamosna Diretrizes Curriculares para a Formação Inicial de Professores para a Educação Básica em cursos de nível superior, de acordo com estes documentos ser professor requer dedicação, formação continuada, flexibilidade, produtividade e eficiência no fazer pedagógico, conforme o trecho das Diretrizes citado abaixo:

O professor como qualquer outro profissional, lida com situações que não se repetem,nem podem ser cristalizadas no tempo. Portanto precisa permanentemente fazer ajustes entre o que planeja ou prevê e aquilo que acontece na interação com os alunos. Boa parte dos ajustes tem que ser feito em tempo real, ou em intervalos relativamente curto, minutos e horas na maioria dos casos – dias ou semanas, na hipótese mais otimista – sob o risco de passar a oportunidade de intervenção noprocesso de ensino-aprendizagem, além disso, os resultados do ensino são previsíveis apenas em parte. O contexto ao qual se efetua é complexo e indeterminado, dificultando uma antecipação do trabalho pedagógico.
( Brasil, 2002, p. 35)

O Documento reforça a importância de uma formação profissional de alto nível, baseada numa aprendizagem por competência, que articule teoria e prática, saberesconstruídos na vida profissional e pessoal que ajudem a responder as diferentes demandas das situações de trabalho, o professor não pode ser qualificado unicamente pelos seus dotes pessoais de sensibilidade e jeito para lhe dar com crianças, jovens e adultos, tem que ser especialista e estar sempre em processo de pesquisa.
Ser professor
Ser professor significa tomar decisões pessoais e individuaisconstantes, porém sempre reguladas por normas coletivas, as quais são elaboradas por outros profissionais ou regulamentos institucionais.
E, embora se exija dos professores uma capacidade criativa e de tomada de
3
decisões, boa parte dessa energia acaba por ser direcionada na busca de soluçãode problemas de adequação com as normas estabelecidas exteriormente. Voltando às nossas questões iniciais, podemos deduzir que, embora o docente não possa definir a ação educativa (enquanto construção autônoma), há a possibilidade da refletir sobre o papel que ocupa neste processo. Mas, sozinho não é capaz de afetá-lo.
Dessa, forma, uma de nossas maioresangústias, pode ser respondida quando se entende a competência docente como algo não traduzível por técnicas ou habilidades. O professor não é um técnico. Assim como ser jornalista não é ser técnico. É ser antes de tudo um sujeito integrado com o mundo e sabedor de seu papel social.
Ser professor significa, antes de tudo, ser um sujeito capaz de utilizar o seu conhecimento e a sua experiência paradesenvolver-se em contextos pedagógicos práticos preexistentes. Isso nos leva à visão do professor como um intelectual, o que implicará em maior abertura para se discutir as ações educativas. Além disso envolve a discussão e elaboração de novos processos de formação, inclusive de se estabelecerem novas habilidades e saberes para esse novo profissional.
Ao atuar como professor o jornalista...
tracking img