Ciencias politicas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1180 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
RELATÓRIO SOBRE O LIVRO-REPORTAGEM BAR BODEGA



1 - O crime; O que ocorre nas suas reações.

2 - A tortura como estrutura de trabalho.

3 - Racismo; Marcelo Negão / Marcelo Brancão.

4 - Promotor; Destaque suas principais ações.

5 - O contra ataque, a reviravolta.

6 - 10 anos depois, o que vale ressaltar.

7 - Documentos Jurídicos.


Um crime que mobilizou a opiniãopública brasileira, Bar Bodega mostra como a violência e a barbaridade podem ser amplificadas pelo arbítrio das autoridades e pela ação negligente e sensacionalista da imprensa. A partir de um levantamento minucioso (entrevistas com os envolvidos nas investigações, exames de laudos processuais), o jornalista Carlos Dorneles reconstitui as circunstâncias do assassinato de dois jovens de classemédia alta num bar de São Paulo, na madrugada do dia 10 de agosto de 1996, e do escândalo jurídico que o sucedeu.O livro “Bar bodega. Um crime de imprensa”, do repórter da TV Globo Carlos Dorneles, levanta uma série de questões sobre a imprensa, o sistema judiciário brasileiro e até mesmo sobre alguns episódios do noticiário recente. o caso “Bar Bodega”.


O crime:
Naquela noite, umbando de homens armados entrou no bar Bodega, no bairro de Moema, iniciando um assalto que teria como desfecho os dois tiros a queima-roupa contra o dentista José Renato Tahan, de 26 anos (que entrara desavisadamente na choperia), e a morte da estudante de odontologia Adriana Ciola, de 23 anos (que estava no Bodega desde o início do assalto e foi alvejada de maneira gratuita no momento em que osassassinos fugiam). O caso gerou imediata comoção popular e midiática. O fato de o crime ter ocorrido num bar freqüentado pela elite paulistana, de propriedade de atores conhecidos (Luis Gustavo e os irmãos Tato e Cássio Gabus Mendes), logo levou o caso para as primeiras páginas dos jornais. As manchetes falavam em pânico coletivo e epidemia de violência; os editoriais contestavam os defensores dosdireitos humanos, descrevendo seus argumentos como catequese ideológica.


Reações:
os familiares de Adriana Ciola lideraram a formação do movimento Reage São Paulo, com apoio da Fiesp, da Federação do Comércio e personalidades como Hebe Camargo, o rabino Henry Sobel e o presidente da Força Sindical, Luís Antonio Medeiros, promovendo passeatas, manifestações no Ibirapuera e protestos emfrente ao Palácio dos Bandeirantes.Nesse clima, com a polícia pressionada pela opinião pública, começam as primeiras prisões de suspeitos, imediatamente identificados como culpados por boa parte da imprensa: enquanto um jornal da capital anuncia "Presos assassinos do Bar Bodega", uma colunista de outro grande diário escreve que os assaltantes são animais que matam por esporte, sentenciando: "Sãoveneno sem antídoto, nenhum presídio recuperaria répteis dessa natureza. A vontade de qualquer pessoa normal é enfiar o cano do revólver na boca dessa sub-raça e mandar ver".
O crime no Bodega colocou mais lenha na fogueira. A imprensa passou a noticiar todo crime, até aqueles ocorridos no interior, que não costumavam ter destaque no noticiário.


A tortura como estrutura de trabalho:a polícia apresenta os acusados como reús confessos. A mídia aceita passivamente a versão oficial sem a preocupação de investigar, justificando o subtítulo do livro de Dorneles: “um crime de imprensa”. A confissão dos jovens, todos eles inocentes, foi conseguida através de tortura. Devido a polêmica que o crime causou e a pressão publica, através da imprensa e de projetos realizados porfamiliares com apoios de instituições ,para que os autores do crime fossem presos.contribuiu para a prática da tortura, onde a população esperava uma resposta rápida dos policiais responsáveis pela investigação do crime.os policiais não tinham capacidade necessária para desvendar o fato de forma legal,a já vista, a prática da tortura era comum naquele departamento policial,ou a pressão pública...
tracking img