Ciencia humanas e sociais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (548 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 31 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
O período de 1940 a 1970 foi marcado pela resistência negra em busca do reconhecimento e valorização de seu patrimônio cultural e de suas reivindicações. Este movimento fez surgir várias entidadesnegras, com destaque para o Teatro Experimental Negro (TEN) e a Frente Negra, primeiro partido negro do país.
A partir de 1970 se evidenciou um cenário político-militar com a pregação da ideologia domito da democracia racial, perspectiva que fora combatida ferrenhamente pelas organizações dos Movimentos Negros no auge da ditadura militar e em pleno regime de exceção.
Os Movimentos Negros dasdécadas de 1970 e 1980, ao colocarem em suas agendas as denúncias de racismo institucional, de racismo à moda brasileira e da farsa da democracia racial, demarcaram um campo de força políticaimprescindível na conquista por direitos civis, políticos e materiais. Apesar do período de repressão militar, surgiu em São Paulo o movimento Negro Unificado (MNU) contra o Racismo – uma reação à ideologia dosmilitares que apregoavam e sustentavam a existência da democracia racial no Brasil.
Na atualidade, alguns avanços foram significativos. Após a Marcha 300 anos da Imortalidade de Zumbi, em 1995, emBrasília, e da III Conferência Mundial Contra o Racismo,em 2001, na cidade de Durban, na África do Sul, aflorou a discussão sobre as reparações por meio de ações afirmativas, a exemplo da política dereserva de vagas para negros – “cotas” – no ensino superior das universidades federais brasileiras, que em 2012 foi aprovada por unanimidade pelo Supremo Tribunal Federal; o Decreto Nº 4.887/03, que prevêo reconhecimento, delimitação, demarcação e titulação das terras das comunidades dos quilombos; e a Lei 10639/03, que prevê o enfrentamento ao racismo na educação.
Porém, muitas dessas conquistasincomodam o senso comum, sendo que muitas pessoas desvalorizam as lutas dos(as) negros(as), argumentando que estes(as) já conseguiram o suficiente, e que portanto não há do que reclamar. Ou então,...
tracking img