Ciencia humana

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 45 (11172 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 31 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
AS CIÊNCIAS HUMANAS


Arnaldo Lemos Filho

José de Souza Teodoro Pereira Júnior


1. A CIÊNCIA DO OBVIO

Certa vez, um professor da Faculdade de Direito me perguntou: “o que é Sociologia”? Como sua pergunta era repleta de ironia, pois, na realidade, queria perguntar ”para que serve a Sociologia?’,respondi também com ironia: ‘A Sociologia é a ciência do obvio”. Na realidade, a definição é de Nelson Rodrigues, que, simpático ao regime militar, criticava os “padres de passeatas” e os “sociólogos subversivos”. E acrescentava: do “óbvio ululante”.
Na realidade, a definição parece ter sentido. Afinal, para que estudar sociologia? Por que estudar a sociedade em que vivemos? Nãobasta vivê-la? É possível conhecer a sociedade cientificamente? A Sociologia serve para quê?
Essas são perguntas que muitos alunos fazem quando encontram essa disciplina na grade curricular, principalmente os alunos do curso de Direito. Ao ingressar na Universidade, muitos alunos esperam encontrar um conjunto de disciplinas voltado inteiramente para o estudo estritamentejurídico. São imediatistas, pois acham que tendo ingressado no Direito, já são juristas e querem aprender fórmulas e receitas prontas.


Na época em que Nelson Rodrigues criticava a sociologia, Darcy Ribeiro, um dos maiores cientistas sociais brasileiros, indignado,


escreveu um texto, que hoje é um clássico nas ciências sociais: “Sobre o Obvio”(1). Diz ele que o negocio doscientistas é mesmo lidar com o obvio. E acrescentava : “Os cientistas procuram tirar os véus, desvendando, a fim de revelar a obviedade do óbvio. O ruim deste procedimento é que parece um jogo sem fim. De fato, só conseguimos desmascarar uma obviedade para descobrir outras, mais óbvias ainda”.


Darci Ribeiro apresenta algumas obviedades. É óbvio, diz ele, por exemplo, que todo diao sol nasce, se levanta, dá sua volta pelo céu, e se põe. Sabemos hoje muito bem que isto não é verdade. Gerações de sábios passaram por sacrifícios, como sabemos, para demonstrar que a coisa não era como parecia.


Outra obviedade, tão óbvia quanto esta ou mais óbvia ainda, é que os pobres vivem dos ricos. Sem os ricos o que é que seria dos pobres? pergunta Darcy Ribeiro? Quemé que poderia fazer uma caridade? Os ricos é que dão empregos para os pobres. Seria impossível arranjar qualquer ajuda. Sem o rico o mundo estaria incompleto, os pobres estariam perdidos. Mas veio um barbudo dizendo que não, e atrapalhou tudo. Tirou aquela obviedade e colocou outra oposta no lugar. Aliás, uma obviedade subversiva.


Darcy Ribeiro coloca e comenta uma terceiraobviedade que é patente: os negros são inferiores aos brancos. ”Basta olhar! Eles fazem um esforço danado para ganhar a vida, mas não ascendem como a gente. Sua situação é de uma inferioridade social e cultural tão visível, tão evidente, que é óbvia. Pois não é assim, dizem os cientistas. Não é assim, não. É diferente! Os negros foram inferiorizados. Foram e continuam sendo postos nessa posição deinferioridade por tais e quais razões históricas. Razões que nada têm a ver com suas capacidades e aptidões inatas, mas, sim, tendo que ver com certos interesses muito concretos.”

1. Ribeiro, Darcy. Sobre o Obvio, Rio de Janeiro: Ed. Guanabara, 1986, pg.15


A quarta obviedade, para o autor, mais difícil de admitir, é a obviedade de que nós, brasileiros, somos um povo de segundaclasse, um povo inferior, vagabundo. Somos 100 anos mais velhos que os estadunidenses, e estamos com meio século de atraso com relação a eles. Darcy Ribeiro lembra que a colonização da América no Norte começou 100 anos depois da nossa, mas eles hoje estão muito adiante. Durante anos, essa obviedade que foi e continua sendo óbvia para muita gente nos amargurou. Mas não conseguíamos fugir dela,...
tracking img