Ciclos economicos - era vargas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1005 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Ciclos econômicos
Algodão (XIX – nordeste)
* Brasil se preocupava com o mercado interno
* O fornecedor mundial de algodão na época era os EUA, porem com a guerra de secessão a produção de algodão diminui drasticamente, passando assim a não exportar mais algodão para a ING
* O consumidor mundial de algodão da época era a ING, como não tinha mais o fornecimento de algodão dos EUA,começa a comprar o algodão brasileiro
* Encarecimento do produto : dificuldade para o transporte (nordeste – porto de santos)
* Praga no algodão (lavoura se perde por 2 culturas)
* EUA com o fim da guerra de secessão recupera a produção de algodão
* ING volta a comprar dos EUA
* Chega ao fim o ciclo do algodão no Brasil
Borracha (XIX-XX – norte)
* Barões da borracha queremtransformar Manaus na “Paris dos Trópicos”, querem iluminar Manaus
* Construção do melhor teatro do Brasil – Teatro Real Amazônia
* Tentativa de desenvolver o norte
* Construção do maior porto fluvial ( rio madeira e Mamoré : rios de planalto)
* Construção da ferrovia Madeira-Mamoré (não deu certo - a floresta não aceitava os trilhos. Houve problemas com os índios e doenças, muitasmorreram na construção dessa ferrovia)
* Compra do Acre
* Território boliviano que começou a ser ocupado por seringueiros brasileiros no final do sec XIX, por causa da extração da borracha
* Governo da Bolívia reagiu a invasão, e cedeu a exploração do território a uma empresa formada por capitais norte-americanos, ingleses e alemães.
* Sentindo-se prejudicada a população brasileirareagiu. A revolta iniciou-se em 1902, terminou no ano seguinte, com algumas vitorias dos rebeldes brasileiros.
* Os resultados desfavoráveis ao exercito boliviano levaram o pais a concordar em vender o território do Acre ao Brasil, em 1903, por 2 milhões de libras esterlinas.
Café (XIX-XX – sudeste)
* Abissínia Arábia (origem África-Etiópia)
* No Brasil o café veio da Guiana Francesa* Plantado primeiramente no RJ, ocupou toda a floresta da Tijuca e o Vale do Paraíba (produtores tinham uma mentalidade tradicionalista: trabalho escravo, empregavam o lucro apenas em luxo e na compra de novos escravos)
* Necessidade de maior quantidade de terras - expansão
* Oeste Paulista (utilização de métodos racionais e modernos de produção, admitia também a substituição da mão deobra escrava por trabalhadores imigrantes vindos da Europa)
* Novo oeste paulista (expansão da cultura cafeeira)
* Necessidade de mão de obra com o fim da escravidão
* Vinda de imigrantes alemães, suíços, belgas, portugueses e italianos
* Criação da Sociedade Auxiliadora da Colonização e Imigração
* Maior comprador de café brasileiro era os EUA
* Crise de 29 : EUAinvestiu muito na industria de bens duráveis, porem não havia mercado consumidor para tanto produto, todos os setores começam a quebrar e consequentemente a Bolsa de Nem York, com isso o EUA para de comprar café brasileiro, os produtores não sabem mais o que fazer com os estoques de café com isso começa a crise do café)
* União Soviética único pais que não foi afetado pela crise
* Países que serecuperaram da crise : EUA (New Deal – emprego para a população consumir) e Alemanha (Hitler desenvolveu indestrias)
* Implementação de ferrovias que cortavam o território paulista (1400km)
* Fim do ciclo cafeeiro
Charque (XIX – sul)
* Carne seca (charque)
* Por ser mais barata era muito requisitada para alimentar os escravos. Aguentava longas distancias e não estragava
*Expressão “estancieiro” (lucravam vendendo para fazendeiros de outros estados o charque)
* Governo aumenta carga tributaria e torna o charque brasileiro mai caro que o exportado, então os fazendeiros compravam charque importado mais barato (um dos motivos da revolta Farroupilha – revolta elitista)
* Estancieiros pressionam o governo
* Governo consegue aumentar tributos importados
*...
tracking img