Choice - uma tentativa de salvar o futuro

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3467 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Os não iniciados concebem a presciência como obedecendo a uma Lei Natural.
Mas seria tão correto dizer que é o céu falando conosco,
que ser capaz de ler o futuro é um ato harmonioso do ser humano.
Em outras palavras, predição é uma conseqüência natural
da onda do presente. Ela usa o disfarce da natureza, como podem ver.
Mas tais poderes não podem ser usados com uma atitude que
estabeleçaantecipadamente metas e propósitos.
Um fragmento capturado em uma onda pode dizer onde está indo?
Não há causa e efeito no oráculo.
Causas tornam-se ocasiões de convecções e confluências,
lugares onde as correntes se encontram.
Aceitando a presciência, você enche seu ser com conceitos repugnantes ao intelecto.
Sua consciência intelectual, por conseguinte, os rejeita.
Ao rejeitar, o intelectose torna parte do processo, e é subjugado.

Palavras de Paul Atreides,
personagem de Frank Herbert na série de romances “Duna”,
que podia ver o futuro.

Introdução
O problema de determinar o futuro, nesta ou naquela medida, tem ocupado a humanidade desde os tempos mais remotos. Formas de adivinhação são conhecidas em todas as culturas. O urim e o tunim citados no Velho Testamento são aindamais jovens do que as Ptonisas, sacerdotisas das serpentes, dos troianos primitivos, ou que o famoso oráculo de Delfos.
Seja na antiga tradição das runas do norte da Europa, no vudu haitiano (em que as sacerdotisas tentam prever o futuro apertando os testículos de um bode), nos diversos tipos de baralhos e tarots, ou nos búzios lançados nas cerimônias dos cultos africanos, existe umacaracterística comum a quase todas as tentativas de previsão do futuro, que é o uso de instrumentos e ferramentas para isso. Como nas palavras de Paul Atreides citadas acima, as pessoas sentem instintivamente que a predição do futuro se baseia em características naturais. Por isso deixam aos cuidados do acaso, certamente uma das forças mais poderosas da Natureza, a tarefa de determinar o futuro. Umadeterminada configuração das runas, das cartas ou dos búzios passa assim a representar esta ou aquela configuração do futuro individual ou coletivo.
Formas de adivinhação já deram origem a ciências. A Astronomia é uma filha pródiga da Astrologia, que pretendia conhecer o futuro das pessoas a partir desta ou daquela configuração de planetas e estrelas. A Estatística tem seu estudo formal iniciado por BlaisePascal, que tentava encontrar um método para prever o comportamento dos dados e das cartas nos jogos de azar nos quais ele era viciado.
Esta análise de Pascal foi uma das primeiras tentativas formais de usar a Matemática para prever o futuro. No entanto, por trás de todo o arcabouço da Matemática e da Física há, disfarçadamente, uma intenção similar. Ao estabelecer que um corpo esteja emMovimento Retilíneo Uniforme segundo a equação , não apenas estamos inferindo poder determinar sua posição no momento presente, mas também em qualquer momento futuro, uma vez que não fica implícita na equação acima nenhuma restrição ao valor de .
Nos últimos tempos a Ciência tem feito algumas descobertas que certamente revolucionam os conceitos relacionados à previsão do futuro.
Albert Einstein vibrouum golpe de morte na previsão do futuro ao mostrar que o tempo é relativo e que qualquer idéia de sincronização só pode ser estabelecida a partir de um referencial fixo. Assim, o meu presente pode ser meu passado ou meu futuro, se visto de outro referencial. Com isso a própria idéia de “futuro” parece perder completamente o sentido. Esta é, em essência, a Teoria da Relatividade Restrita.
Omatemático Kurt Gödel, amigo de Einstein, foi um passo mais além. Em um ensaio da década de 50 no qual relacionava a Relatividade Geral com a Filosofia, apresentou uma demonstração de que o tempo, na verdade, não passa de uma ilusão proporcionada pela nossa incapacidade de perceber completamente a estrutura tetra-dimensional do espaço relativístico com base na estrutura tri-dimensional dos nossos...
tracking img