Cem anos de solidao

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1813 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Cem anos de solidao e uma livro que fala dos cem anos de solidao de uma estirpe que nao estava destinada a ser feliz. A estirpe dos buendia e assonbrada pela terrivel ideia de que se cometido incesto (primos casarem com primos, e sucessivamente) os filhos nasceriam com rabos de porco. A primeira geracao da esptirpe comeca precisamente com um incesto devido a um amor muito profundo entre JoseAcardio Buedia e a sua prima Ursula. Entre muitos acontecimentos este casal, e outros casais de jovens amigos tambem, arriscam-se a viajar ate encontrarem o mar. passa-se muito tempo e como nao encontram o tao procura do mar eles acampam-se no que mais tarde viria a ser cidade de macondo, a qual eles mesmo fundarao. O casal buendia entao tem dois filhos, Jose Acardio Buendia e Aureliano Buendiaque nao vieram a ter rabo de poco. Em Macondo esta familia conhece Melquiedes, um cigano que viajava de cidade em cidade instaslando a sua feira, que que trazia as mais espantosas engenharias trazidas da europa ou mesmo da china, era um sabio que contava muitas historias das suas viagens pelo mundo,n era o sabio que sabia os ultimos avancos da alquimia,e, que escrevia letras que pareciam roupaspenduradas. Sob influencia das continuas feiras dos ciganos, os anos foram passando, a aldeia foi crescendo, muito lentamente de inicio, e os filhos Buendia foram crescendo... mas, muito diferentemente cada um com desnvolveu uma personblidade e porte fisico muito caracteristicos, tal porte e personalide que mais tarde todos os membros da familia herdassem tal nome herdariam entao o porte epersonalidade. Se se chamassem Aureliano o mais provavel era serem altos e magros, com as bochechas rosadas, fascinacao pela guerra ou uma habilidade manual notavel. Mas se por ventura se chamassem Jose Acardio nasceriam robustos, de estatura maior e de uma forca quase sobrenatural.. a unica coisa em comum, mas que muito relvante, e a atraccao pela alquimia. E a hisdtoria desenrola-se assim numanarrativa sobre esta familia atormentada pela alquimia, pelo repititivo ciclo de nomes e personalidades, de coisas sobrenaturais, das feiras dos ciganos, das prostitutas francesas, da companhia das bananeiras, da solidao... e muitas otras coisas! Dos melhores livros de sempre, uma escrita entusiasmante que quanto mais se sabe mais se quer saber. Uma escrita nao muito extensa em palavras mas simem conteudo, frutod e uma imaginacao que so um genio poderia ter. A meu ver este livro e uma obra de arte que ganhou o premio nobel da literatura por merito do autor e da explendida historia em si. ( uma pista para se ler o livro "Melquiedes sabia mesmo tudo")

Cem Anos de Solidão é muito mais que um simples livro, acaba por se tornar numa realidade paralela... não deixa ninguém indiferente!É uma leitura extremamente absorvente o que torna o livro pouco atractivo para quem não gosta muito de ler... mas mesmo assim, aconselho as pessoas a fazerem um esforço e lerem esta magnífica história, escrita pelo Mestre Gabrial Garcia Marquez. É no fundo uma história simples e tocante de um Amor que se recusa a morrer e que vai sobreviver a duas vidas em separado para morrer como um sócoração.

Um casamento fugitivo que dera origem a sete gerações da família “Buendía-Iguarán” é o ponta-pé inicial para abordagens viscerais acerca das relaçõeshumanas. Um enlace entre primos legítimos, jovens apaixonados que tinham medo de que seus filhos nascessem com um “rabo de porco”, caso mantivessemrelações sexuais. Em meio a esse temor, José Arcadio Buendía rapta e casa-se com sua prima ÚrsulaIguarán, dão vida a três filhos saudáveis e sem o tal“rabo de porco”.
 
Imagens mágicas e poéticas são traduzidas como representações da condição humana, contendo as angústias, revoltas e esperanças dos moradores da cidadefictícia de “Macondo”.
O romance fantástico-realista começa quando “as coisas não tinham nome” e segue até o período da chegada do telefone. José Arcadio Buendía...
tracking img