Celebrations around the world- culturas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2240 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL

SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAl

PROFESSOR: ROBERTA CRISTINA CONCEIÇÃO RUFINI MENDES
DISCIPLINA: INGLÊS TÉCNICO

CURITIBA
2011

CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL DE CURITIBA
CURSO TECNICO EM ELETROMECÂNICA

CELEBRATIONS AROUND THE WORLD- CULTURAS

CURITIBA
2011

BRASIL

1.1 Dia da Confraternização Universal

A celebração deano novo ou réveillon como é conhecida popularmente é uma festa que acontece a cada fim de um ano e o começo do próximo. Todas as culturas que têm calendários anuais celebram o ‘’ano novo". Em francês é réveiller, que em português significa "despertar".
A comemoração ocidental tem origem num decreto do governador romano Júlio César, que fixou o 1 de janeiro como o Dia do ano novo em 46 a.C. Osromanos dedicavam esse dia a Jano, o deus dos portões. O mês de Janeiro, deriva do nome de Jano, que tinha duas faces (bifronte) - uma voltada para frente (visualizando o futuro) e a outra para trás (visualizando o passado).
No Brasil a festa mais conhecida é no Rio de Janeiro, onde a festa fica por conta de uma linda e famosa queima de fogos de artifício em Copacabana , e se prolonga com showsde músicas atravessando a noite. Esta festa já se tornou uma das maiores atrações turísticas do Rio de Janeiro, atraindo visitantes de todo o Brasil como também das mais diversas partes do mundo gerando aumento na economia e emprego.

1.2 Carnaval

O carnaval é considerado uma das festas populares mais animadas e representativas do mundo. Tem sua origem no entrudo português, onde, nopassado, as pessoas jogavam uma nas outras, água, ovos e farinha. O entrudo acontecia num período anterior à quaresma e, portanto, tinha um significado ligado à liberdade. Este sentido permanece até os dias de hoje no Carnaval.
Origem do nome e da data do Carnaval: Hoje é quase consensual que a palavra Carnaval originou-se de carne + vale (do latim: caro, carnis = carne; vale = adeus), ou ainda daexpressão carne levare ou carnilevamen. As duas expressões têm sentido quase idêntico: suspensão da carne, abstenção de carne.
Assim, o Carnaval anuncia a chegada da Quaresma, período no calendário da Igreja Católica consagrado à penitência e ao jejum. Antigamente, a Igreja recomendava aos católicos que ficassem toda a Quaresma sem comer carne. Hoje esta proibição restringe-se à Sexta-feira Santa.Por isso, o Carnaval no Brasil acontece sempre em fevereiro ou março, nos dias que antecedem a Quaresma. É uma festa móvel, ou seja, não tem data fixa. O período carnavalesco, em sua amplitude máxima, estende-se do Natal até a Quaresma, mas a verdadeira festa consagrada a Momo se limita geralmente aos três últimos dias do período. Em outros países, a data varia de acordo com tradições locais enacionais: por exemplo, na França a celebração se limita à terça-feira gorda e à mi-carême (quinta-feira da terceira semana da Quaresma).
As origens mais remotas das comemorações de Carnaval são obscuras, assentando-se provavelmente em festividades primitivas de tipo religioso, em honra ao ressurgimento da natureza, com a volta da primavera. É possível associá-lo às festas de caráter orgíaco, comoas bacanais, celebrações a Baco, deus do vinho, na Grécia antiga, ou as saturnais, festas em honra a Saturno, Deus da agricultura, na Roma antiga.
Na Idade Média, há referências a comemorações na França, com vinho e sexo; na Itália, como é o caso de Nápoles, os cortejos costumavam levar um enorme falo pelas ruas da cidade; e, em outros países da Europa, as festas eram embaladas por canções queironizavam os costumes e os governantes. Batalhas de água, ovos e outras substâncias de odor forte também ajudavam a diversão. Pelas características pagãs do Carnaval, as relações entre as autoridades da Igreja e os carnavalescos nem sempre foram cordiais; o que prevaleceu, porém, foi uma relação de tolerância, por parte da Igreja, em relação à festa popular.
Os entrudos e os primeiros tempos...
tracking img