Cefaleia do tipo tensional

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1188 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
A cefaleia do tipo tensional (CTT) é caracterizada por dor cefálica, de caráter constritivo, de intensidade leve a moderada, sendo referida para a superfície da cabeça a partir de estruturas profundas, tendo duração variável entre 30 minutos e sete dias. Estudos demonstraram que as cefaleias surgem desde a infância e aumentam proporcionalmente com a idade da criança. Tendo predominância no sexomasculino até os 10 anos, e nos adultos afeta mais as mulheres, principalmente, na fase produtiva o que leva a um impacto social e econômico muito elevado, associado a perda de dias de trabalho, distúrbios do sono e bem-estar emocional, onerando os sistemas de saúde, em virtude da alta prevalência da CTT, sendo as mulheres mais afetadas, tanto em termos numéricos quanto de intensidade dos episódiosdolorosos.
. A Sociedade Internacional da Cefaleia propôs-se a padronizar e descrever a CTT como um quadro de dor bilateral de caráter opressivo, não relacionado a nenhuma doença subjacente, sendo raras as náuseas, vômitos, fotofobia e fonofobia. Podendo ser dividida em episódicas (duram menos de 15 dias por mês) e crônicas (duram mais de 15 dias por mês), havendo grande comorbidade comalterações psiquiátricas.
Fisiopatologicamente a CTT é complexa e pouco conhecida. Ainda não se sabe ao certo quais os possíveis mecanismos da gênese da dor cefaleica. No entanto, existem evidências de que a CTT levaria à contração exagerada e involuntária da musculatura pericraniana (músculos suboccipitais e trapézio), o que provocaria um espasmo mantido por longos períodos. Alguns autores acreditam que acontração sustentada dos músculos da cabeça, da cervical é a fonte primária de tal dor e que fatores psicológicos relacionados ao estresse agravariam ou precipitariam esse desequilíbrio. Então em uma situação de estresse os mecanismos fisiológicos exigem sangue para suprir os músculos em contração, mas quando os músculos de um paciente tenso não param de se contrair, a passagem do sangue éinsuficiente ocorrendo uma isquemia e consequente dor. A contração sustentada ou o suprimento nervoso podem provocar a liberação de substâncias responsáveis pela modulação da dor (serotonina, bradicinina, opioides, prostaglandinas). Sendo que alguns estudos evidenciaram níveis reduzidos de serotonina plaquetária e endorfinas liquóricas em pacientes com CTT e na eletromiografia supressão exteroceptivaalterada a estímulos variados e modulação anormal de interneurônios que conectam o nervo trigêmeo aos neurônios motores. A explicação para esse fato é que a contração exagerada dos músculos pericranianos representaria fonte permanente e excessiva de impulsos aferentes sobre o sistema antinoceptivo (analgesia), podendo haver a nível central uma hipoatividade do sistema analgésico endógeno, ou seja, ador mantida poderia levar a exaustão do sistema analgésico endógeno (pó ex: esgotamento neuronal de opióides endógenos) e a menor eficácia dos interneurônio inibitórios que por esse fato não conseguiriam inibir a transmissão nociceptiva (via da dor). Este fenômeno (limiar baixo para dor) pode ser desencadeado por estímulos dolorosos prolongados (input excessivo dos músculos) que sensibilizam asestruturas espinhais e supraespinhais, contribuindo para o surgimento da CTTC. Além disso, sabe-se que o nervo occipital maior que emerge das raízes de C1 e C2, passa entre os pequenos músculos subnucais num plano superficial e atravessa a musculatura do trapézio. Então na presença de qualquer desarmonia nos músculos cervicais posteriores (contração muscular excessiva), o nervo occipital pode sercomprimido levando a dor na região superior dos olhos. Todas essas alterações podem sugerir que a CTT resulta da interação de estímulos nociceptivos endógenos decorrentes da atividade anormal do tronco encefálico e de aferências nociceptiva externas, como a contração muscular.
Contudo, há o que se pensar se a ansiedade; as obsessões-compulsões; os distúrbios do sono; a irritabilidade presentes...
tracking img