Ccroma

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1062 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Para extração e fracionamento das amostras foram utilizados solventes grau
para análise (P.A.). A evaporação foi conduzida sob vácuo, em evaporador rotatório
com banho de aquecimento a 50
0
C.
As separações cromatográficas foram realizadas em coluna aberta
empacotada com gel de sílica 60 (Merck), tamanho da partícula de 0,063-0,200mm
(70-230 mesh ASTM) e em coluna aberta empacotadacom gel de dextrana
Sephadex LH-20 (Pharmacia Biotech). Para a cromatografia em camada delgada
(CCD) foram utilizadas cromatoplacas com gel de sílica 60 F254 de procedência
Merck (Darmstadt, Alemanha). As cromatografias em camada delgada preparativa
(CCDP) foram desenvolvidas em cromatoplacas de gel de sílica 60 F254 (Merck).
As revelações das placas foram realizadas sob luzultravioleta a 254 e 365nm
com auxílio de lâmpada de luz ultravioleta Modelo CC-80 (Spectroline
®
) e reação
com anisaldeído sulfúrico, seguido de aquecimento em placa aquecedora.
Preparo da solução de anisaldeído sulfúrico: 0,5ml de anisaldeído foi
dissolvido em 10ml de ácido acético glacial. Em seguida, adicionou-se 85ml de
metanol e 5ml de ácido sulfúrico concentrado (nesta ordem). A revelaçãodeve ser
feita sob aquecimento.
Reação de metilação com diazometano: a amostra foi solubilizada em solução
etérea de diazometano (3ml), permanecendo em contato e sob refrigeração por duas
horas. Transcorrido esse tempo, o excesso do reagente foi evaporado sob corrente
de nitrogênio.
O uso de produtos naturais como modelo para síntese de fármacos ou a
simples utilização pela população éuma tendência crescente, sendo que muitas
pesquisas avaliando esses produtos têm sido realizadas. Estima-se que
aproximadamente 40% dos medicamentos usados na terapêutica atual foram
desenvolvidos, direta ou indiretamente, a partir de fontes naturais, sendo 25% de plantas.
AVALIAÇÃO FITOQUÍMICA E DAS ATIVIDADES ANTIOXIDANTE, CITOTÓXICA
E HIPOGLICEMIANTE DOS FRUTOS DE Cucumis anguria L.(Cucurbitaceae)
CLAUDIA BOSCHECO MORETONI
UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ
CURITIBA
2008 Dissertação

Um total de 122 produtos naturais
oriundos de plantas é atualmente utilizado como fármaco, sendo que 80% dos usos estão
relacionados ao conhecimento tradicional (FABRICANT; FARNSWORTH, 2001).

A utilização de plantas medicinais de uso popular como recurso terapêutico é uma tendênciageneralizada na medicina popular brasileira. Esta tendência tem contribuído significativamente para o consumo não so de plantas medicinais, como também de medicamentos fitoterápicos.

A pesquisa fitoquímica tem por objetivos conhecer os constituintes químicos das espécies
vegetais ou avaliar sua presença nos mesmos. Quando não se dispõe de estudos químicos sobre a
espécie de interesse, a análisefitoquímica pode identificar os grupos de metabólitos secundários
relevantes (SIMÕES, 2001)
SIMÕES, C. M. O. et. al. Farmacognosia: da planta ao medicamento. 3 ed. Porto Alegre: Ed. da
UFSC, 2001.

Quando se procura obter substâncias ativas de plantas, um dos principais aspectos a serem
observados consiste nas informações da medicina popular. Já é senso comum que é muito mais
provávelencontrar atividade biológica em plantas orientadas pelo uso na medicina popular, do
que em plantas escolhidas ao acaso (YUNES, 2001).
YUNES. R. A. Plantas medicinais sob a ótica da moderna química medicinal. Chapeco: Argos, 2001.
Segundo Simões (2001), atualmente os estudos fotoquímicos abrangem a utilização de
vegetais, e não apenas a plantas medicinais, para obtenção ou desenvolvimento demedicamentos,
ou seja, como fonte de matéria-prima farmacêutica, a descoberta de substâncias ativas de plantas
como protótipo de fármacos, bem como o desenvolvimento de fitoterápicos.

Várias substâncias são extraídas dos vegetais, muito delas são responsáveis pela aplicabilidade
na alimentação e na saúde. Isto tem sido o estímulo ao desenvolvimento do estudo químico de
muitas plantas, dentre os...
tracking img