Carlos Chagas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1789 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de junho de 2015
Ler documento completo
Amostra do texto
Carlos Chaga
» Nascimento e Vida Acadêmica
Carlos Ribeiro Justiniano Chagas nasceu aos 9 de julho de 1878, na Fazenda Bom Retiro, a cerca de vinte quilômetros da cidade de Oliveira, Minas Gerais. A convivência do menino com seus tios maternos, Cícero, Olegário e Carlos – o “tio Calito” era médico formado no Rio de Janeiro e dono de uma casa de saúde em Oliveira –, fez com que elemanifestasse, desde cedo, vontade de avançar nos estudos, com particular interesse pela medicina. Aos 8 anos, já alfabetizado, foi matriculado no Colégio São Luís, dirigido por jesuítas em Itu, interior de São Paulo. A rígida disciplina do internato não agradou ao menino. Em maio de 1888, ao ter notícias de que os escravos recém-libertados estariam depredando fazendas, fugiu para ir ao encontro de sua mãe.A indisciplina foi punida com a expulsão e Carlos foi transferido para o Ginásio São Francisco, em São João del-Rei, Minas Gerais. Concluídos os estudos, Mariana decidiu que seu filho deveria formar-se em engenharia. Em 1895, Chagas ingressou no curso preparatório da Escola de Minas de Ouro Preto, tradicional centro de ensino superior. Os excessos da vida boêmia, contudo, custaram-lhe areprovação nos exames e o retorno a Oliveira. Com a ajuda do tio médico e do avô, o jovem venceu a resistência da mãe e mudou-se para o Rio de Janeiro, capital federal, para estudar medicina.
Em abril de 1897, Carlos Chagas matriculou-se na Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro. O ambiente de renovação ocorria também na Faculdade de Medicina, que buscava acompanhar as teorias de Louis Pasteur(1822-1895) e Robert Koch (1843-1910) sobre a ação dos microorganismos como causas de doenças e dominar os novos recursos, como soros e vacinas, para combatê-las.
Era um período de proeminência internacional também da chamada medicina tropical. Desde a conquista e exploração de outros continentes, os europeus preocupavam-se com as doenças dos trópicos. Naquela virada de século, a “medicina dos climasquentes” vivia um momento de particular desenvolvimento, com as descobertas sobre o papel dos insetos na transmissão de enfermidades. Em 1898-1899, médicos ingleses e italianos estabeleceram que a malária era transmitida não por “miasmas”, mas por mosquitos. Em 1900, os norte-americanos comprovaram o mesmo para a febre amarela. O mundo viveria, a partir de então, uma grande confiança na vitória sobreestes e outros ‘males’. Além da teoria do inseto vetor, a preocupação dos europeus em enfrentar as doenças que ocorriam em suas colônias levou à criação, em 1899, na Inglaterra, das primeiras escolas dedicadas ao ensino e ao estudo da medicina tropical. Os conhecimentos e práticas da nova especialidade seriam decisivos na formação e na vida profissional de Chagas.
Com o objetivo de elaborarsua tese de doutoramento, pré-requisito para a conclusão do curso médico, dirigiu-se em 1902 ao Instituto Soroterápico Federal (também conhecido como Instituto de Manguinhos), criado dois anos antes para fabricar soro e vacina contra a peste bubônica; tendo irrompido em Santos em 1899, a doença ameaçava a capital federal. Oswaldo Cruz (1872-1917), jovem microbiologista treinado no Instituto Pasteurde Paris, havia sido designado para comandar os trabalhos técnicos de Manguinhos. Em maio de 1903, defendeu sua tese, sobre os aspectos hematológicos da malária.
» Combate a Malária, a descoberta e estudos sobre a Doença de Chagas
Na época, a profilaxia da malária, testada por pesquisadores em todo o mundo, abrangia diversas estratégias. O combate aos vetores era feito mediante a aplicação desubstâncias tóxicas (como o petróleo) nas coleções de água, visando a destruir as larvas dos insetos que ali se reproduziam. Outra medida era a proteção dos indivíduos com cortinados nas camas e telas nas portas e janelas das casas. O ataque ao parasito, por sua vez, dava-se pela ingestão de quinina (produto extraído da casca da árvore quina), tanto para prevenir quanto para tratar a infecção....
tracking img