Campos sales (resumo)

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 19 (4665 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
As oligarquias e os "coronéis"
Todo o período imperial foi marcado, no Brasil pelo grande poder central representado pelo imperador. Com a Constituição republicana de 1891, a autonomia dos estados ganhou força. Na época do Império a força eleitoral se concentrava no nordeste, já na época da República, os estados dominantes política e economicamente eram São Paulo, Rio Grande do Sul e o DistritoFederal localizado no Rio de Janeiro.
O poder estava concentrado nas mãos das oligarquias estaduais, que criaram mecanismos e acordos que caracterizaram a denominada República Velha (1889-1930). Os principais personagens desses acordos eram os chamados "coronéis".
Todo o poder dos "coronéis" vinha do fato de os pobres do campo serem dependentes dos seus favores: os sertanejos podiam explorarpequenas roças e criar animais; em troca ajudavam na colheita e no cuidado com o gado. O mais importante era que eles protegiam os sertanejos dos abusos policiais e da justiça.
Sua atuação se fazia diretamente através das eleições. Atuavam no que ficou conhecido como "curral eleitoral". Nas eleições eram os "coronéis" que se encarregavam de transportar os trabalhadores para os centros urbanos ondeocorriam as eleições. Além de transporte, os coronéis davam alimento, alojamento, roupas, sapatos e até pagavam os dias de trabalho que os sertanejos perdiam. Em compensação, os trabalhadores votavam em quem eles mandavam. O voto não era secreto.
Graças a esse mecanismo, a estrutura da Velha República era mantida. Se por acaso na região de algum "coronel", surgisse uma oposição, recorria-se a fraudeeleitoral, incluía-se na lista dos eleitores nomes de pessoas que já haviam falecido. O nome desse processo era "bico de pena", que significava a falsificação da lista eleitoral.
Manuel Ferraz de Campos Sales (Campinas, 15 de fevereiro de 1841 — Santos, 28 de junho de 1913) foi um advogado e político brasileiro, terceiro presidente do estado de São Paulo, de 1896 a 1897 e o quarto presidente daRepública, entre 1898 e 1902.[1]
Campos Sales recebeu o apelido de Campos Selos, por causa do imposto do selo, sendo vaiado ao deixar a presidência também por causa de sua política de ajuste financeiro que incluíra a retirada de circulação de papel-moeda, o que dificultou o consumo interno e o comércio, política econômica essa que fora mal compreendida pela população brasileira.
O ex-governador ManuelFerraz de Campos Sales substituiu Prudente de Moraes na presidência da República. Seu governo consolidou os interesses das oligarquias rurais, sobretudo dos cafeicultores paulistas.

Quando assumiu o governo federal, Campos Sales herdou uma grave crise econômica que prejudicava o país. A inflação atingia níveis insuportáveis, a moeda brasileira se desvalorizava a cada dia, enquanto nosso principalproduto de exportação, o café, atravessava uma fase de superprodução interna e baixos preços no mercado mundial.
Manuel Ferraz de Campos Sales assumiu a Presidência da República no dia 15 de novembro de 1898, no lugar de Prudente de Moraes, servindo aos interesses das principais elites do país naquele momento: os cafeicultores paulistas.
Campos Sales tinha um grande desafio em seu governo:superar a crise econômica do ‘encilhamento’ dos governos anteriores. Para tanto, teve que recorrer a empréstimos externos para cobrir a alta dívida. Ao mesmo tempo, a moeda brasileira constantemente perdia valor e o café, principal produto de exportação do país, sofria uma queda brusca no exterior graças ao acelerado ritmo de produção interna.
A Presidência do Brasil é assumida por Campos Sales, quedesenvolve a política dos governadores, conhecida como política do café com leite. Por meio dela, Minas Gerais e São Paulo se revezam no poder.
A eleição de Campos Sales expressou o triunfo da oligarquia cafeeira paulista, diante do esfacelamento da atividade política dos militares "jacobinos", envolvidos na tentativa de assassinato do presidente Prudente de Morais. Campos Sales concebeu a chamada...
tracking img