Campo de marlim

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2413 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO





Considerada a maior reserva petrolífera da Plataforma Continental Brasileira, a Bacia de Campos tem cerca de 100 mil quilômetros quadrados e se estende do estado do Espírito Santo nas imediações da cidade de Vitória, até Arraial do Cabo, no litoral norte do Estado do Rio de Janeiro. Atualmente é responsável por aproximadamente 84% da produção nacional de petróleo.

Em2007, a Bacia de Campos completou 30 anos de produção e abriga ainda cerca de 80% das reservas de petróleo já descobertas pela Petrobras no Brasil. Hoje em dia são extraídos diariamente cerca de 1,49 milhão de barris de óleo e 22 milhões de metros cúbicos de gás e as previsões para 2010 é de produzindo 1,8 milhão de barris de óleo por dia e 34,6 milhões de metros cúbicos de gás.OBJETIVO





Esse trabalho tem como objetivo mostrar a maior reserva de petróleo do Brasil, a Bacia de Campos, no Rio de Janeiro.
Desde a sua formação , evolução e o futuro desse campo petrolífero, assim como , também vamos conhecer mais sobre o Campo de Marlim, um dos mais importantes campos dessa Bacia.
Conhecendo ascaracterísticas desse óleo e todas as sua utilizações na indústria . Esse é o objetivo do grupo, descobrir o funcionamento de uma Bacia , até o seu produto final.





































MOTIVAÇÃO





O grupo se encontra bastante motivado , porque é uma pesquisa que vai nos dar muita informação para o futuro do nosso curso. Mostrando dados reais deuma Bacia , e suas propriedades . Podemos ver ainda o tipo de petróleo produzido e suas transformações, por isso é de suma importância para nós aprendemos com esse trabalho , para adquirimos conhecimentos sobre uma Bacia .









































DESENVOLVIMENTO


Como Surgiu a Bacia de Campos


Há cerca de 100 milhões deanos, a separação dos continentes sul-americano e africano começou a definir os limites atuais da costa brasileira. Como resultado desse afastamento, surgiu uma grande bacia, denominada Bacia Atlântica , que ainda hoje continua se expandindo a uma taxa de, aproximadamente, dois centímetros por ano. No início da separação, formaram-se, localmente, junto ao limite dos novos continentes, baciassedimentares, como as de Pelotas, Campos e Espírito Santo (no lado oriental do Brasil) e Cuanza, Gabão e Cabinda (no lado ocidental da África ), entre outras.
Nos milhões de anos seguintes, as variações climáticas, os movimentos da crosta terrestre e outros eventos locais provocaram rebaixamentos ou elevações no nível do mar, alterando o limite da linha da costa. Na região em questão, um dosfatores dessas modificações foi o "aterro natural", formado por sedimentos despejados pelo Rio Paraíba do Sul no Oceano Atlântico ao longo do tempo, formando uma planície com vastos campos, que deram origem ao nome da cidade: Campos dos Goytacases.

Macaé / Quissamã - Bacia de Campos

A Bacia de Campos é a maior produtora de petróleo no Brasil. Ela se assenta sobre rochas de aproximadamente2 bilhões de anos de idade, como as que vemos aqui nos costões rochosos da Praia de Cavaleiros. Estas rochas formam o que denominamos embasamento e são as mais antigas da região. A Bacia de Campos foi formada pelo processo que separou a América do Sul da África e criou o Oceano Atlântico, iniciado há cerca de 130 milhões de anos. Para um melhor entendimento da bacia, os geólogos separam suaevolução em estágios que mostram as grandes mudanças ambientais ocorridas durante o passado geológico, conforme descrito a seguir.

ESTÁGIO 1

Quando Macaé Não Tinha Praia - Há 150 milhões de anos, a América do Sul e a África estavam unidas fazendo parte de um supercontinente chamado Gondwana. Nesta época a praia mais próxima da atual região do norte fluminense encontrava-se a mais de 2.000 km...
tracking img