Burocracia: um sistema administrativo.

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1593 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
BUROCRACIA: um sistema administrativo.

RESUMO

A burocracia enquanto sistema administrativo. Enfoca a burocracia e sua teoria. Por meio dela a organização se torna eficiente. As características da burocracia determinam um comportamento pré-estabelecido, disciplina. As vantagens desse sistema é o controle sobre as rotinas administrativas. A desvantagem é a ênfase no comportamento formal.Palavras-chaves: Max Weber - Teoria Burocrática. Burocracia – Características. Burocracia - Vantagens e Criticas.

1 INTRODUÇÃO

A burocracia surgiu na Europa, no século XX, paralela à criação da teoria administrativa e a administração cientifica, constituindo (as três) a Teoria Clássica.
Surgiu da necessidade de uma abordagem mais completa sobre a organização, visto que, asdemais teorias clássicas focavam somente as técnicas, esquecendo-se do comportamento humano.
Como forma de organização, a burocracia é bastante antiga, porém somente com Max Weber ela é desenvolvida enquanto teoria.
A seguir, analisaremos o enfoque que Weber deu a burocracia, suas características, vantagens, e também, desvantagens.

2 MAX WEBER E A TEORIA BUROCRÁTICAO objetivo da adoção da teoria burocrática é propiciar um sistema administrativo capaz de expandir a produtividade. Por meio de suas características a burocracia busca formalizar o comportamento humano, a fim de proporcionar à organização uma racionalidade técnica, que tem como manifestações o aspecto profissional da administração (MOTTA, 2002, p. 138; SILVA, 2005, p. 159).
Nasociedade industrial havia uma pessoalidade no tratamento entre participantes, clientes e públicos, isso acontecia por que não havia distinção entre a esfera familiar e a esfera do trabalho. A burocracia exige a separação dessas duas esferas, visando à impessoalidade, o tratamento igual entre as partes (LODI, 2003 p. 91; MOTTA, 2002, p. 138 -139).
Segundo Lodi (2003) e Silva (2005), Max Weber(1864-1920) desenvolveu os estudos sobre burocracia através da observação das estruturas de autoridade (um de seus princípios básicos). Ele nasceu em Erturt, Turíngia, localizada na Alemanha. Formou-se em Direito, e tinha sólida formação em História, Literatura, Psicologia, Teologia, Filosofia e Filologia.
Os autores afirmam que Weber apresentava distúrbios nervosos que lhe perturbarampor toda a vida. Em certos momentos produzia bastante, porém em outros passava horas sentado sem fazer nada, e ainda afirmava que tal atividade lhe proporcionava prazer. Ele nunca produziu um trabalho integral, seus textos foram estruturados através de manuscritos fragmentados.
A teoria da autoridade, também chamada de estrutura da racionalidade ou sistema de controle social distingue aautoridade em três: tradicional, carismática, e a racional-legal.
A primeira é herdada, é conseqüência de uma ordem social sagrada e eterna. Seu ponto fraco reside no fato de basear suas decisões nas tradições, exemplos: as sociedades medievais e as tribos.
A segunda é focada no poder de liderança de um indivíduo, no entanto, tal autoridade apresenta dificuldade na sucessãodesse líder, fragilizando-a, exemplos: grupos religiosos e grupos políticos.
Weber acreditava que o carisma, através da influência de pessoas sobre outras, ao passo que se torna um elemento de transformação social, causa também instabilidade e arbitrariedade.
Por fim, a autoridade racional-legal, alicerça suas decisões na racionalidade; ela é técnica, meritocrática e impessoal,exemplos: o exército. Segundo Weber, essa autoridade é o tipo mais adequada para as decisões organizacionais (LODI, 2003, p.93; CARAVANTES, 2005, p.65).
Enquanto sociólogo, Max Weber queria entender o que estava acontecendo com a sociedade, pois havia uma notável diferença entre o estágio de desenvolvimento da sociedade industrial e as que estavam caminhando para essa fase. Ele não...
tracking img