Bungee jumping

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3182 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
 

UNIVERSIDADE PAULISTA – UNIP

BUNGEE JUMPING
 
 
 
 
 
 
 
 
 
CAMPINAS - SWIFT
2012

UNIVERSIDADE PAULISTA – UNIP

COLABORADORES

Alison Aparecido de Oliveira Leite – RA: B096EA-4 – EB3P12
Amanda Grazieli Tavares – RA: A9374D-6 – EB4M12
Dennis Rossini Correa de Gouvea – RA: B035GB-8 – EB4M12
Lawrence Kuim Cardoso – RA: A83635-7- EB4M12
Maurício Bragion Schincariol – RA: A7998J-0 -EB4M12BUNGEE JUMPING

Trabalho de conclusão de semestre para
obtenção do título de graduação em
Engenharia
Básico
apresentado
à
Universidade Paulista – UNIP.

Orientador: Profº Edér Carlos Moreira

CAMPINAS - SWIFT
2012 

SUMÁRIO

1 - Introdução............................................................................................................04
2 – Origem eCuriosidades........................................................................................05
3 - O que é? .............................................................................................................06
3.1 - Mecanismos .....................................................................................................06
3.2 - Aplicações........................................................................................................06
4 - Montagem do Bungee Jumping............................................................................07
4.1 - Materiais ............................................................................................................07
4.2 - Passo a Passo...................................................................................................07
5 -Imagens................................................................................................................08
6 - Cálculos ...............................................................................................................12
7 - Conclusão.............................................................................................................13
8 - ReferênciasBibliográficas.....................................................................................14

1.

Introdução

A força elástica aparece quando há uma mola ou um elástico. É mais comum
aparecerem em molas, pois podem-se comprimir e esticar, enquanto o elástico
só se pode esticar, mas as fórmulas e a teoria se aplicam a ambos.
Essa idéia é utilizada em bungee jumping, em que toda a corda funciona como
umelástico, com constante elástica baixa, o que proporciona uma desaceleração
menor, ou seja, experimenta uma aceleração descendente que excede a
aceleração de queda livre, devido à gravidade. Isto ocorre na parte inicial da
queda, enquanto a corda elástica está folgada, ou seja, não esticada.
Os saltos de bungee jumping são feitos em estruturas altas, como uma ponte
ou guindaste onde então ocorre aqueda verticalmente para baixo onde o jumper
(saltador) então oscila para cima e para baixo até que toda a energia do salto
seja dissipada.

Página 4 
 

2.

Origem e Curiosidades

A energia cinética de um praticante de bungee jumping aumenta durante a queda livre; em seguida, a
corda começa a esticar, desacelerando o atleta.

Segundo uma lenda, tudo começou na Ilha de Pentecostes, em Vanuatu,quando uma mulher traiu o seu marido e teve de arranjar maneira de mostrar que
era pura, e então ela amarrou aos seus pés uma videira e ela saltou da árvore.
Como estava presa pelos pés, nada lhe aconteceu. O mesmo não se pode dizer do
marido que saltou atrás dela mas… sem videira! Ao que parece, a moda pegou e os
homens da região começaram a saltar de torres construídas por eles. Não se sabe
bemporquê, mas a tradição manteve-se.
Em 1954, dois jornalistas da revista National Geographic foram a esta ilha e
viram homens a saltar de uma torre com videiras amarradas aos tornozelos. A
técnica já era tão avançada que as videiras tinham as medidas exactas para que
quem saltasse encostasse apenas a cabeça no chão, mantendo a distância
suficiente para não quebrar o pescoço.
Em 1955, na edição de...
tracking img