Bulling e asssedio moral

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1605 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
POS GRADUACAO EM ADMINISTRACAO HOTELEIRA



DISCIPLINA : GESTAO DE PESSOAS



PROFESSOR : CELSO MARTINS GUERRA


“ ASSEDIO MORAL E BULLYING”


ANDREA VALLE
CLAUDIA JOSMARA
JULIANA SOUZA
ROBERTO GOUVEA DE MELLO


ABRIL /2012


Em pleno século XXI ainda vivenciamos as mais diversas formas de agressões psicológicas, que coloca o indivíduo, muitas vezes, em profundo estado devulnerabilidade e entre essas agressões estão o bullying e o assédio moral.
Os conceitos de bullying e assédio moral são parecidos. No entanto o bullying ocorre entre jovens, mais usual em ambiente estudantil e o assédio moral em relações trabalhistas.
O termo bullying e utilizado para qualificar comportamentos agressivos nas escola. Já a prática do bullying consiste na depreciação,constrangimento ou humilhação de meninos e meninas através de violência física ou psicológica praticada por outros da mesma faixa etária, e está chamando a atenção das autoridades e da sociedade, que têm se mobilizado em campanhas nos meios de comunicação e nas escolas.
Geralmente, o bullying é fruto de visões preconceituosas sobre as pessoas consideradas diferentes da maioria. Na escola, muitas vezes,aqueles alunos que se destacam intelectualmente são excluídos do contato social por outras crianças, assim como aqueles mais sensíveis ou retraídos. Essas diferenças provocam, em algumas crianças, um desejo de exercer poder sobre aqueles que consideram diferentes, dominando-os ou atacando-os, normalmente em público.

Como identificar uma criança que sofre bullying?
Mudanças de comportamento sãosinais importantes e podem sinalizar aos pais que os filhos estão sendo vítimas de bullying. A criança ou adolescente pode, repentinamente:
• Não querer mais frequentar as aulas
• Pedir para mudar de turma
• Apresentar queda do rendimento escolar
• Passar a ter dificuldade de atenção
• Apresentar sintomas físicos, como dor de cabeça ou de estômago e suor frio, indicando o violento e elevado nívelde angústia a que está sendo submetido.

O que fazer para ajudar uma vítima de bullying?
Qualquer indivíduo que tenha sofrido qualquer tipo de ameaça verbal, física ou psicológica precisa de ajuda e necessita ser protegido.Os adultos devem informar à criança ou ao adolescente que o que ela sofreu será cuidado pela família, pela escola, pela comunidade ou pelas autoridades da lei.
Muitoimportante também é deixar claro para a vítima, seja qual for a sua idade, que ela não é culpada pelas perseguições que está sofrendo, reafirmando que ela tem valores e qualidades que devem ser muito respeitados. Os pais devem sempre se mostrar disponíveis a escutar o filho, permitindo que expresse seus sentimentos diante da ameaça ou da agressão que vivenciou. Devem também evitar criticar a criança ouadolescente quando, sozinhos, não conseguirem enfrentar a situação.Pais jamais devem ignorar ou minimizar o problema de seus filhos, muito menos estimular agressão ou revide.

Já o assédio moral é uma conduta abusiva, intencional, que tem como objetivo humilhar e destruir psicologicamente uma pessoa, geralmente ocorre entre diferentes níveis hierárquicos. Ambos os casos são consideradoscomportamentos doentios. Algumas pesquisas apontam que a grande possibilidade de crianças e adolescentes que praticam bullying na vida escolar vir a praticar diferentes tipos de assédio ao longo da vida.
Na fase adulta, com a possibilidade de escolha, buscamos nos relacionar em ambientes saudáveis, que implique na liberdade para se comunicar. Hoje, uma das principais exigências para o exercício dasrelações humanas é certamente a habilidade de comunicação.
Mas apesar da crescente importância atribuída à comunicação, muitas são as barreiras a um livre fluxo de idéias e opiniões. Um dessas barreiras está na forma como se conduz o processo de comunicação, criando uma atmosfera negativa, utilizando-a de forma perversiva para atingir objetivo.
Nos ambientes organizacionais vivenciamos também essa...
tracking img