Biomecanica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1996 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Biomecânica Ocupacional

AS POSTURAS DE TRABALHO

Medida da frequência cardíaca:

A FC globaliza os efeitos circulatórios da contração muscular estática e os efeitos hemodinâmicos correspondentes;
A FC não tem relação direta com os efeitos biomecânicos (estiramento dos tendões, articulações,...).

Eletromiografia:
A eletromigrafia permite conhecer apenas a atividade muscular dealguns músculos;
A eletromiografia é limitada aos efeitos musculares da manutenção da postura.

Impressão subjetiva:
A IS é relativa e exige uma escala comparativa. É necessário utilizar esses diferentes meios de avaliação levando-se em conta seus limites. Variações importantes em função da idade e do estado de saúde.

Análise visual da postura:
A observação das posturas utilizadas porum sujeito nos informa sobre as dificuldades do trabalho:
Angulo de inclinação do corpo em relação a vertical;
Variação da postura em relação à uma postura ideal teórica;
Número de pontos de apoio;
Modificação da postura em função do tempo.

As relações entre trabalho e postura:
O espaço de trabalho deve ser adaptado às características das informações e das ações:
Localização ecaracterísticas físicas dos detalhes a serem percebidos (dimensões, iluminação,...);
Concepção dos comandos relacionados com a direção da força e de seu ponto de aplicação;
Uma força elevada só poderá ser exercida se o corpo estiver em equilíbrio (com apoio);
As condicionantes temporais têm influência sobre a postura. Existe uma relação entre a precisão da tarefa, cadência de trabalho,distância olho-tarefa, rigidez postural e duração do trabalho.

Movimentação e elevação de cargas

Considerações gerais:
Na movimentação de cargas pesadas é sobretudo o tronco que é envolvido;
Persistência da movimentação de cargas pesadas, apesar da considerável automação da produção;
Importância para os trabalhadores com capacidade física limitada: jovens, pessoas idosas, mulheres, pessoasportadoras de deficiência física;
Este problema é agravado em um país tropical como o Brasil, devido a má nutrição, mão de obra desqualificada, técnicas inadaptadas e formação inadequada.

Elevação manual de cargas pesadas:

O tipo de elevação:
A elevação suportadas pelos joelhos é mais potente do que a elevação suportada pela coluna vertebral para cargas pesadas. Para cargas leves emédias eles se equivalem ;
A força máxima de elevação dobra quando os pés estão à 30 cm do objeto ao invés de 50 com;
A elevação de cargas suportadas pelos joelhos ou pela coluna não tem as mesmas consequências para o sujeito.

Biomecânica da elevação de cargas:
Na elevação de cargas pesadas, é necessário que o esforço se produza quando a coluna vertebral estiver reta, isto é, quando asvértebras exercerem uma pressão uniforme sobre os discos intervertebrais;
Com a idade e segundo o peso das cargas, assim como do seu modo de movimentação e elevação, o disco intervertebral se deforma e sua estrutura se altera;
Se realizarmos um esforço em posição curvada, a pressão que se exerce sobre o disco não é mais distribuída de forma homogênea, o que pode provocar uma hérnia do discointervertebral com consequente compressão dolorosa da medula espinhal na saída da coluna vertebral;
Um homem de 80 Kgf, cujo tronco é flexionado à 60o sobre a vertical, exerce uma força de compressão de 200 Kgf sobre a L5 (5a vértebra lombar);
O mesmo homem, na mesma posição, mas tendo um peso de 25 Kgf na extremidade do braço, exerce uma força de compressão de 400 Kgf sobre a L5;
A força detração dos músculos sinérgicos deve ser cada vez maior, na medida em que a massa é mais elevada e que a inclinação mais acentuada, podendo provocar:
Risco para os discos intervertebrais;
Ultrapassagem da força máxima dos músculos sinérgicos.

Biomecânica do rendimento energético:
Baixo rendimento da elevação manual quando a carga é leve, porque a energia serve para movimentar as massas...
tracking img