Biogeografia de ilhas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2457 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ-UFPI
CAMPUS PROFESSORA CINOBELINA ELVAS- CPCE
CURSO: LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS
PROFESSORA: ELIFÁBIA NEVES
DISCIPLINA: ECOLOGIA

BIOGEOGRAFIA DE ILHAS

MARIZA FERREIRA DE SÁ
REJANE PEREIRA ABADE
PAULA FOLHA MILARINDO

BOM JESUS-PI
OUTUBRO/2012
SUMÁRIO
Introdução....................................................................................................................... 3
Relação espécie-área ....................................................................................................... 3
A teoria do equilíbrio da Biogeografia de ilhas .............................................................. 4
Apenas diversidade de habitats ou um efeito separado de ilha?..................................... 7
Distanciamento ............................................................................................................... 8
Renovação de espécies ................................................................................................... 9
Desarmonia de espécies ................................................................................................. 10Evolução ........................................................................................................................ 11
Conclusão....................................................................................................................... 12
Referências Bibliográficas ............................................................................................ 13INTRODUÇÃO

A teoria de biogeografia de ilhas foi criada para explicar um padrão muito recorrente na natureza: a relação entre o número de espécies de um local e sua área. A teoria mais aceita até então, baseada na ideia de que cada espécie possui um nicho, dizia que ilhas maiores tinham maior riqueza de espécies porque continham maior diversidade de habitats. Já a teoria de MacArthur e Wilson diz queo número de espécies de uma ilha é determinado apenas pela taxa de extinção das espécies já presentes na ilha e pela taxa de imigração de espécies vindas do continente.

A RELAÇÃO ESPÉCIE-ÁREA

A relação espécie-área é uma das poucas “leis” genuínas em ecologia: ilhas grandes suportam mais espécies que ilhas pequenas. Tal relação espécie-área é mostrada na figura abaixo para plantasvasculares terrícolas, em ilhas no Arquipélago Estocolmo, Suécia.


Figura 1. Relações espécie-área. (a) Plantas em ilhas de Estocolmo, Suécia após uso de agricultura intensa (1908) e após uso como pastagem (1999); (b) Aves habitantes lagos da Florida, EUA; (c) Morcegos habitantes de cavernas de diferentes tamanhos no México; e (d) Peixes habitantes de áreas desérticas da Austrália em poças dediferentes tamanhos. Extraída de Begon et al. 2006, pp. 613.







As “ilhas”, não são necessariamente pedaços de terra circundada por água do mar. Os lagos são ilhas em um “mar” de terra, topos de montanhas são ilhas de altas atitudes em um oceano de baixa altitude e clareiras de uma floresta são ilhas em um mar de árvores. Podem também haver ilhas de tipos geológicos particulares, detipos de solos ou de tipos de vegetação circundadas por tipos diferentes de rocha, de solo ou de vegetação. As relações espécies-área podem ser igualmente aparentes para esses tipos de ilhas.

A TEORIA DO EQUILÍBRIO DA BIOGEOGRAFIA DE ILHAS
(MACARTHUR E WILSON)

O Teoria de equilíbrio da biogeografia de ilhas foi popularizado por Robert H. MacArthur e Wilson. Por vezes, a teoria é chamada de“modelo de equilíbrio” ou “modelo de MacArthur-Wilson”. A sua premissa básica é de que o numero de espécies presentes numa ilha representa um balanço entre a imigração recorrente de novas espécies para a ilha e a extinção recorrente das espécies que lá residem.
Quando a taxa de imigração e de extinção se igualam, o numero de espécies atinge um equilíbrio.
Em sua teoria do equilíbrio da...
tracking img