Bioetica - analise filme a cobaia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1008 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de junho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE PAULISTA - CIDADE UNIVERSITARIA

PSICOLOGIA - PERIODO NOTURNO - 1º SEMESTRE

TRABALHO DE BS – BIOETICA SOCIAL

PROFESSOR TIAGO

ALUNOS:

THALITA COSTA CABRAL LAURICELLA RA: B0536E-9

EDILEUDA MARQUES RODRIGUES RA: B05384-0

RESENHA CRITICA DO FILME SUBJECT TWO - COBAIA

Resenha critica sobre o filme Sbject Two – Cobaia

A investigação cientifica é consideradaatualmente uma das melhores ferramentas palpáveis que a humanidade tem para se valer de explicações sobre os fenômenos existentes no nosso planeta Terra, fenômenos estes naturais ou ate mesmo conseqüentes da manipulação humana.

Portanto há de se entender a lógica do ser humano em acreditar cegamente nesse estudo ignorando totalmente outros termos não palpáveis que se apresentam ao longo do filmeCobaia.

A necessidade de isolamento para obter a liberdade total de ação em experiências cientificas, neste filme, demonstra que o julgamento e a condenação popular é natural em questões onde há a intrusão nos valores morais sem considerar limites, que por conseqüência, desconhece os possíveis ganhos e danos a serem causados.

A bioética tem a meta e a obrigação de determinar, portanto, oslimites dessas ações. O mínimo de dano a ser causado em experimentos e também limita os malefícios existentes durante o processo, pois o objetivo concluído em beneficência não pode ser justificado por uma maleficência maior que esta durante o processo experimental.

O processo experimental exposto no filme, entretanto, não condiz e não respeita princípios éticos e morais, valendo-se de qualqueratitude imaginável para obter e explorar resultados.

O sonho da imortalidade que fascina a raça humana nos leva a questionar se há um limite real para a realização deste. Por ser uma raça tanto frágil quanto resistente, pois ao mesmo tempo em que o próprio corpo humano é suscetível aos riscos existentes na natureza dos quais são muito maiores em relação aos outros animais, existe a mente humana quecompensa toda essa fragilidade por possuir inteligência onde transforma tais adversidades do mundo em aliados para a sua sobrevivência e perpetuação no planeta, portanto o sonho da imortalidade e essa propriedade de inteligência do homem acarreta a natural curiosidade transformando-o em um desafiante do próprio ambiente, tentando entender e ate mesmo transformar seus fenômenos.

A morte, um dosfenômenos naturais mais misteriosos para a humanidade, gera também um conflito existencial ainda sem resposta, onde leva a ação do experimento sobre tal fenômeno, permear facilmente sem controle os limites morais culturalmente difundidos pela humanidade (direitos humanos).

Observa-se portanto diversos aspectos das conseqüências dessa falta de ética:

A entrega total a ciência que o ser humanose submete desconsiderando qualquer valor que não seja físico, como o medo da morte, existência de crença espiritual e ate mesmo o valor próprio por ser um espécime único e insubstituível.

Controle sobre a vida determina o valor que se da a esse fenômeno, a partir do momento que a vida é incontrolável se torna algo valioso, mas pelo contrario, quando se pode retirar ou devolver esse fenômenoa um corpo, perde-se o valor atribuído anteriormente e se torna um ato banal por ser controlável, permitindo portanto maior manuseio e estudo e sendo assim, estimulando a ousadia no executor do experimento, deturpando ainda mais o seu próprio valor.

O controle sobre o sentido pois, quando ressuscitado, o cobaia humano demonstra um aumento significativo dos seus sentidos, o tato, a audição e avisão lhe são mais sensíveis, acarretando a ele maior fascinação sobre o seu contato com o ambiente, entretanto também podendo sentir com mais intensidade a dor.

A necessidade da distancia afetiva entre o cientista e sua cobaia é mantida por um certo período no filme, entretanto com o passar do tempo e a convivência, as duas partes passam a demonstrar a necessidade da presença alheia,...
tracking img