Belle epoque

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1060 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Para que o planeta continue a ser sustentável é necessário tomar medidas de prevenção. Uma delas é eliminar, reutilizar e reduzir os resíduos produzidos.
Resíduos: substâncias das quais temos necessidade ou obrigação de nos desfazer.
Podem ser classificados em resíduos:
* Industriais;
* Hospitalares;
* Agrícolas;
* Sólidos urbanos (RSU = resíduos sólidos urbanos).
Podem aindaser classificados em perigosos e não perigosos.
Perigosos: Todos aqueles que contêm substâncias prejudiciais à saúde ou ambiente.
Resíduos industriais (RI)
Provém de fábricas e atividades de produção de gás, electricidade e água.
Resíduos Hospitalares (RH)
Provém da prestação de cuidados de saúde, de actividades médicas de diagnóstico, de tratamentos de doenças (tanto em seres humanos comoanimais) e de actividades de investigação médica.
Resíduos Agrícolas (RA)
Objectos e materiais utilizados na exploração agrícola, florestal, agro-industrial e pecuária.
Resíduos Sólidos Urbanos (RSU)
Lixo domestico (de casas, restaurantes, escritórios, etc..) produzido pela população consumidora. Está não só relacionado com a população urbana (pessoas que vivem na cidade) como também com apopulação rural (pessoas de campo). A sociedade rural tem vindo a desenvolver-se, daí também produzirem resíduos sólidos urbanos.
Antigamente toda a gente utilizava matérias simples de origem animal ou vegetal (decompunham-se fácil e rapidamente na natureza). Hoje em dia as coisas não são assim devido ao grande desenvolvimento da indústria que permite o fabrico de novos materiais.
O papel, ocartão, a matéria orgânica, o plástico, o metal e o vidro são os principais RSU’s.
Armazenamento dos resíduos
Até há bem pouco tempo, em Portugal, o lixo era depositado em terrenos amplos e abandonados – as lixeiras.
Lixeiras:
* Depósito não controlados de lixo;
* Contaminam o solo/rios/águas subterrâneas;
* Prejudicam a saúde pública devido à enorme quantidade dedoenças/micróbios e bactérias.
Isto deve-se ao facto de:
* Os terrenos das lixeiras não serem impermeabilizados (colocado um plástico por todo o terreno antes de abandonar o lixo no local);
* Ao não tratamento das águas lixiviantes (água da chuva que entra em contacto com o lixo, fica poluída, se infiltra no solo e depois bebemos.);
* À grande libertação de gases pelas lixeiras (provocam o aumento doefeito estufa e incêndios).
Desta forma podemos concluir que as lixeiras põem em causa a saúde pública e o ambiente. Todas as lixeiras de Portugal foram encerradas até à data de 2002.
Aterro sanitário:
* Locais onde os resíduos são eliminados e depositados no solo de forma controlada.
* Quando este aterro fica cheio (quando o tempo de vida útil do aterro acaba) este é selado comcamadas de terra com uma espessura entre 1m e 1,5 m.
* Estas ares, depois de serem seladas, estão disponíveis para zonas verdes, campos de jogos e jardins públicos. É proibida a construção.
Unidades de incineração:
* É a queima de resíduos de forma controlada em fornos especializados, na qual a energia pode ser ou não recuperada. Tem condições controladas de temperatura e oxigénio de modo a queesta queima seja completa. A emissão de gases é controlada de modo a diminuir a poluição atmosférica.
Vantagens:
1. O cidadão não sofre quaisquer alterações no lixo que produz;
2. Os serviços de limpeza são simples;
3. O volume dos resíduos de incineração é 80% inferior ao resíduo original (ocupa menos espaço);
4. A energia dos resíduos pode ser recuperada;
Desvantagens:1. Perde-se matéria prima;
2. Emitem-se gases com efeito estufa (poluentes);
3. As cinzas resultantes do processo de queima são tóxicas;
4. Produzem-se águas residuais (águas poluídas);
5. Tem um custo elevado;
6. Obriga à existência de um aterro.
Centrais de compostagem:
* Processo biológico de decomposição da matéria orgânica (restos de comer, resíduos de jardim)...
tracking img