Baquelite

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1877 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
SUMÁRIO

1. TÍTULO 2
2. OBJETIVO 2
3. INTRODUÇÃO 2
Tabela 1: Estudo dos Reagente 6
4. PARTE EXPERIMENTAL 8
4.1. Materiais e Vidraçarias 8
4.2. Reagentes 8
4.3. Equipamentos 8
4.4. Procedimentos 8
5. RESULTADOS 9
5.1. Discussões 9
6. CONCLUSÃO 9
7. REFERENCIAS E BIBLIOGRAFIA 10

1. TÍTULO
Resina Fenol-formaldeído (BAQUELITE).

2. OBJETIVOSintetizar a resina Fenol-Formaldeído.

3. INTRODUÇÃO
As resinas fenólicas foram às primeiras resinas sintéticas produzidas pela primeira vez em 1912. Por suas características, se desenvolveram rapidamente, alcançando grande escala de utilização. São obtidas através da reação de um fenol ou um fenol substituído, formando grupos metilol (-CH2OH) no anel fenólico em posições orto e para. Os gruposmetilol reagem entre si, formando pontes de metileno, criando assim uma macromolécula. É de rápida secagem, bom aspecto, ótima resistência a agentes químicos e à umidade, mas amarela muito, por isso é evitada em cores claras. É uma resina muito pouco utilizada atualmente, pois sua matéria-prima é muito tóxica. Possui excelente resistência à água, muito boa a solventes fortes, detergentes, ácidos,abrasão, e boa ao calor, álcalis, flexibilidade além de uma dureza muita elevada. Na Figura 1 podemos observar o esquema reacional de polimerização da resina fenólica:¹

Figura 1: Esquema Reacional de Polimerização da Resina Fenólica.

O produto da reação do fenol e formol pode ser líquido, sólido, solúvel em vários solventes (inclusive água) e obviamente depende das matérias-primas e processosempregados para síntese. Em 1909, Baekland apresentou na reunião da ACS (Amerian Chemical Society) sua teoria sobre resinas fenólicas ditando o seguinte: “A reação de fenol e formol na presença de catalisadores ocorre em três etapas”:¹
* 1º estágio de condensação: formando produtos líquidos viscosos ou sólidos;¹
* 2º estágio de condensação: formando produtos de condensação intermediária,sendo infusíveis, porém moldáveis à quente;¹
* 3º estágio de condensação: estágio final, formando produtos insolúveis e infusíveis.¹
Atualmente os conceitos de Baekland prevalecem, porém apenas deram-se nomes aos produtos das três etapas que correspondem respectivamente: resol e novalacas, resitol e resites, conforme explicado abaixo:¹
* Resol: são resinas termofixas ou de um estágio, dotipo liquida e preparadas com excesso de formaldeído em relação ao fenol em condições alcalinas e não necessitam de um agente de cura.¹
* Novolaca: são termoplásticas ou de dois estágios, são do tipo sólida e preparadas com excesso de fenol em relação ao formaldeído sob compensação ácida e com catalisador ácido requerem um agente de cura. São solúveis em vários tipos de solventes orgânicoscomo álcool, éteres e cetonas.¹
* Resitol: são resinas em estágio intermediário de endurecimento irreversível (polimerização).¹
* Resites: são resinas complementares insolúveis em solventes.¹
Nas reações entre fenol e formaldeído em condições ácidas (Novolaca) a resina polimérica é obtido através da reação em meio ácido ou básico entre o fenol e o formaldeído ou qualquer um dos seusderivados, desde que a concentração de aldeído no sistema seja inferior a do fenol. As razões molares características deste tipo de reação estão entre 1,0 mol de fenol para 0,75 a 0,85 moles de formaldeído. Esta reação origina produtos lineares de condensação unidos exclusivamente por ligações metilênicas (-CH2-), cuja massa molar está entre 1200 e 1500 g/mol. Tais resinas são solúveis em solventesorgânicos, permanentemente fusíveis e somente podem sofrer a reação de reticulação mediante a adição de um agente de cura, geralmente hexametiltetramino (HMTA) juntamente com o calor. O produto final também apresenta uma estrutura tridimensional semelhante à resina do tipo resol.²
Os catalisadores mais comuns empregados neste tipo de síntese são os ácidos orgânicos fortes, como por exemplo, o ácido...
tracking img