Bancos multiplos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1850 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO



Este projeto foi obtido através de pesquisas realizadas na internet, nos sites sobre os Bancos Múltiplos e material sobre o Mercado Financeiro.


O Conselho Monetário Nacional, por meio de Resolução nº 1.524/87, autorizou que os intermediários financeiros se transformassem em bancos múltiplos e que englobassem atividades até então realizadas por instituiçõesfinanceiras.


Desta forma houve uma grande mudança na estrutura das agências bancárias, que começaram a oferecer maior diversidade de produtos financeiros.


Um dos produtos oferecidos é o crédito e não há dúvida que o mesmo tem um papel essencial para o desenvolvimento econômico.


Para a concessão de crédito, os bancos realizam criteriosa análise. A exigência dos documentos éburocrática e avaliada pelos vários sistemas de análise de riscos: renda que comprove a capacidade de pagamento, documentação específica da pessoa física e/ou jurídica, entre outros, desta forma dificulta o crédito para aqueles que não se enquadram nas especificações do perfil do cliente bancário.


O foco deste trabalho é mostrar a importância dos Bancos Múltiplos dentro do mercado financeiro.I – BANCOS MÚLTIPLOS


Os Bancos Múltiplos nasceram a partir da necessidade de guardar dinheiro e valores, bem como da solicitação de empréstimos.


São instituições financeiras privadas ou públicas, que podem operar carteiras comercial, de investimento e/ou de desenvolvimento (somente banco público), crédito imobiliário, financiamento, investimento, arrendamento mercantil e decrédito.


Deverá ter no mínimo duas carteiras, sendo obrigatoriamente comercial ou de investimento, e deve ser constituído sob a forma de sociedade anônima ou companhia. Na sua denominação social deverá constar a expressão “Banco”.


Prestam serviços para pessoas físicas, jurídicas e para o governo. As intermediações financeiras são separadas em subdivisões estabelecidas para omercado financeiro:


• Mercado Monetário: tem como base a taxa de juros, prazos curtos, resgate e alta liquidez.


• Mercado de Crédito: Através de empréstimos e financiamentos de curto e médio prazo, visa suprir as necessidades do caixa.



• Mercado de Capitais: Por meio de diversas modalidades de financiamentos a médio e longo prazo, visa suprir as necessidades deinvestimento dos agentes econômicos, para capital de giro e capital fixo.


• Mercado Cambial: Realiza a compra e venda de moedas internacionais conversíveis.



• Mercado de Seguros, Capitalização e Previdência Privada: São coletados recursos destinados à uma cobertura específica, por exemplo a proteção a riscos (seguro), capitalização e obtenção de aposentadoria e pensões (previdênciaprivada).


Segundo Lopes e Rossete (1992), a intermediação financeira traz, tanto para os indivíduos como para a economia, três benefícios:


• Os bancos, pela sua própria atividade, conseguem administrar as incertezas econômicas de maneira mais eficiente, o que faz com que os agentes econômicos disponham-se a confiar aos bancos a administração de suas carteiras de investimento;• Facilitam e agilizam à aproximação entre os detentores de capital e aqueles que o necessitam, eliminando o lado pessoal entre as partes;


• A intermediação financeira possibilita um aumento da eficiência econômica, porque, dada a competição do mercado, os bancos estarão sempre à procura de aplicações que ofereçam melhores retornos e rentabilidade a seus clientes.Através do lucro e crédito, os bancos cresceram financeiramente gerando mais recursos.



















II – A ORIGEM DOS BANCOS MÚLTIPLOS




Entre 1959 e 1961 os bancos comerciais se multiplicaram e o controle das operações ficaram cada vez mais difíceis. Por este motivo em 1965 foi criado o Banco Central do Brasil, órgão responsável em coordenar o Sistema Financeiro Nacional....
tracking img