Banco de sementes

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3277 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
CENTRO UNIVERSITÁRIO DO MARANHÃO – UNICEUMA PRÓ-REITORIA ACADÊMICA COORDENAÇÃO DE ENGENHARIA AMBIENTAL |
UTILIZAÇÃO DE BANCO DE SEMENTES COMO ESTRATÉGIA DE RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADAS |
|
|
|
|

São Luís – MA2012 |

CAMILA
DIENA
FABRICIO
HIGOR
IANNY LIMA DE ALMEIDA
JAENA
KARINE COLLINS
MATEUS DEAN
RENATA PRICILA
SILVIA

Utilização de Banco de Sementes comoEstratégia de Recuperação de Áreas Degradadas

Trabalho Acadêmico apresentado ao Centro Universitário do Maranhão, como parte das exigências da disciplina de Recuperação de Áreas Degradadas ministrada pela Profª Vera Lúcia Bezerra, para obtenção de nota da 1º avaliação regimental.

São Luís – MA
2012
SUMÁRIO

1.0 INTRODUÇÃO 4
2.0 POR QUE EXISTEM ÁREAS DEGRADADAS? 6
3.0 IMPORTÂNCIA DO BANCO DESEMENTES 7
4.0 FUNÇÃO DE BANCO DE SEMENTES 8
5.0 TÉCNICAS PARA RECOMPOSIÇÃO DE BANCO DE SEMENTES 9
5.1 Transposição do Banco de Sementes do Solo 9
5.2 Transposição da Chuva de Sementes 12
5.3 Poleiros Naturais e Artificiais 14
6.0 CONCLUSÃO 16
7.0 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 17

1. INTRODUÇÃO
O conhecimento da dinâmica natural e da estrutura do ecossistema é fundamental no desenvolvimento demodelos de recuperação de áreas degradadas. Um modelo que vem sendo muito utilizado é a condução da regeneração natural através do banco de sementes (Lopes et al., 2006). O estudo do banco de sementes pode dar informações importantes sobre a densidade de sementes, a composição florística e dar uma indicação do potencial regenerativo da área que se pretende recuperar (Monaco et al., 2003). SegundoMartins & Silva (1994), o conhecimento da distribuição, quantificação e composição populacional do banco de sementes do solo, resulta em valiosa ferramenta para o entendimento da evolução das espécies, permitindo que sejam feitas várias inferências sobre o processo de regeneração natural do local.
Um ecossistema torna-se degradado quando perde sua capacidade de regeneração natural apósdistúrbios, ou seja, perde sua resiliência. Dependendo da intensidade do distúrbio, fatores essenciais para manutenção da resiliência, como banco de plântulas e de sementes no solo, capacidade de rebrota das espécies, chuva de sementes, dentre outros, podem ser perdidos, dificultando o processo de regeneração natural ou tornando-o extremamente lento (MARTINS, 2010).
É importante lembrar que a recuperaçãode áreas degradadas, como ciência e como necessidade do ser humano, somente existe pelo fato de existirem atividades humanas que geram degradação ambiental. é obvio que a simples presença do homem na natureza geram alteração no meio ambiente, e isso não é exclusividade da nossa espécie; todas as espécies interagem com o meio físico e biótico, compondo, dessa forma, os diferentes ecossistemas.Cabedestacar, ainda, que degradações ambientais ocorrem também sem a participação de seres vivos, como aquelas produzidas por deslizamentos de terra resultantes de tempestades localizadas, ou derramentos de lavas vulcânicas, passagens de furacões, deslocamentos de dunas de areias, entre outros.
Dentre as alternativas de menores custos utilizadas na recuperação de áreas degradadas, tem-se a condução daregeneração natural, provinda do banco de sementes e/ou dispersão de sementes por agentes bióticos ou abióticos. Para Costalonga et al. (2006) a adoção de técnicas de manejo a partir do banco de sementes do solo pode ser indicada como uma alternativa eficaz para a restauração ecológica de áreas degradadas por ação antrópica; no entanto, para se manejar o banco de sementes de uma determinada áreaé preciso conhecê-lo.
O termo banco de semente do solo foi utilizado por ROBERTS (1981) para designar o reservatório viável de sementes atual em uma determinada área de solo. Para BAKER (1989) este reservatório corresponde às sementes não germinadas, mas potencialmente capazes de substituir as plantas adultas que tivessem desaparecido pela morte natural ou não, e pelas plantas perenes que são...
tracking img