autobiografia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1321 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de maio de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto
Meu nome é Willams Vieira Amorim amigos me chamam de Will, nasci no dia 21 de Janeiro de 1987 na cidade de Anadia estado de Alagoas, filho de Josefa Vieira dos Santos Amorim e Jose Enoque da Silva Amorim.
Por volta dos meus 4 anos de idade nos mudamos para Maceió e minhas lembranças da infância são relacionadas quando já morávamos na capital.
Do período de infância possuo em menteacontecimentos que de alguma forma me marcou, lembro vagamente de um acontecimento quando tinha mais ou menos 6 anos de idade, onde na hora do recreio uma menina derrubou um copo com achocolatado em minha camisa sem intenção, mais foi o copo inteiro em mim e naquele momento, o que me veio em mente foi “o que a minha mãe ou melhor mainha vai falar para mim...”, fiquei tenso, mas, a professora arrumou umaoutra camisa para eu vestir e a partir daí, já não recordo o desfecho da história com a minha Mãe.
Na mesma escola e no mesmo período, lembro quando comprado alguns brinquedos Playground e a galerinha ficou enlouquecidos pelo carrossel, ficávamos muito tempo girando neste brinquedo, até que em um determinado tempo, muitas crianças foram no brinquedo de uma vez só e então, a nossa alegria terminou,quando o ferro da base que sustentava o brinquedo entortou.
Neste período entre os meus 6 e 7 anos de idade meus pais se converteram ao cristianismo protestante (evangélico), minha mãe foi a primeira a se converter na família. Algum tempo depois, através da minha Mãe minha vó também é convertida ao cristianismo.
Meu Pai que estava desempregado conseguiu um trabalho como manobrista em uma empresade ônibus intermunicipal e após um período curto foi promovido a motorista efetivo da empresa. A partir deste período onde meu pai foi motorista de ônibus, eu tive um convívio na maior parte afastado dele, pois ele voltava para casa em média a cada 10, 15 dias no mínimo e por este motivo sinto falta deste período onde meu pai poderia ter aproveitado, para ficar mais próximo da família.
Os diasmais felizes naquela época eram as férias escolares, pois neste período meu pai me levava junto com ele nas viagens e para mim era tudo lindo uma diversão conhecer cidades e estados vizinhos, eu não tinha noção, mas estava conhecendo outras culturas que mesmo sendo próximas da minha, não eram iguais, pois tem suas diferenças.
Aos meus 10 anos de idade teve uma surpresa, não somente eu, minha mãeprincipalmente. Não me recordo exatamente o dia da semana que ocorreu, meu pai não estava em casa devido o trabalho de motorista de ônibus, como de costume minha mãe me acordou cedo para tomar café e ir para a escola, até ai tudo aparentava estar normal, o que eu iria descobrir seria ao chegar a casa na volta da escola. Ao chegar em casa minha mãe me diz para ter cuidado caso eu colocasse minhamochila em sua cama, como criança curiosa logo fui em seu quarto ver o porque ter o tal cuidado e ao adentrar vejo um bebe na cama, uma menina e logo pergunto de quem seria aquele bebe e minha mãe responde com um sorriso no rosto que é nossa, ou seja, aquele bebe seria minha irmã. Naquele dia tinha acontecido que a minha mãe havia acordado para fazer o meu café da manha e na porta de casa alguémdeixou aquele bebe e eu na verdade só iria saber na volta da escola que havia ganhado uma irmã.
Até meus 12 anos de idade muitas coisas aconteceram e devido o trabalho do meu pai e contribuição do alcoolismo minha mãe sofreu, sem ter um marido um pai de família que em sua maior parte, estava ausente de casa. Minha mãe tomou uma decisão, minha vó e boa parte da família da minha mãe já moravam em SãoPaulo, assim ela começou a vender os móveis de casa e com o dinheiro comprou nossa passagem para São Paulo, minha mãe, eu e minha irmã que completaria 2 anos de idade no mês de Novembro, isso ocorreu em Agosto de 1998, foram três dias dentro de um ônibus, uma aventura para mim, chegamos no terminal Tietê em dia frio e de muita chuva, só não foi tão impactante pelo motivo de que junto com minha...
tracking img