Aula c

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1324 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ulaMC102 - Algoritmos e programa¸˜o de computadores ca

Aula 4: Vari´veis II, Comandos de a entrada, atribui¸oes e opera¸oes c c˜ aritm´ticas e

A fun¸˜o scanf ca
• realiza a leitura de um texto a partir do teclado • parˆmetros: a – uma string, indicando os tipos das vari´veis que ser˜o a a lidas e o formato dessa leitura. – uma lista de vari´veis a • aguarda que o usu´rio digite um valor eatribui o valor a digitado ` vari´vel a a

A fun¸˜o scanf ca
#include main(){ int n; printf("Digite um n´mero: "); u scanf("%d",&n); printf("O valor digitado foi %d\n",n); }

A fun¸˜o scanf ca
O programa acima ´ composto de quatro passos: e 1. Cria uma vari´vel n; a 2. Escreve na tela Digite um n´mero: u 3. Lˆ o valor do n´mero digitado e u 4. Imprime o valor do n´mero digitado u

Afun¸˜o scanf ca
Leitura de v´rias vari´veis a a
#include main(){ int m, n, o; printf("Digite tr^s n´meros: "); e u scanf("%d %d %d",&m, &n, &o); printf("O valores digitados foram\ %d %d %d\n", m, n, o); }

O endere¸o de uma vari´vel c a
• Toda vari´vel tem um endere¸o de mem´ria associado a a c o ela. Esse endere¸o ´ o local onde essa vari´vel ´ c e a e armazenada no sistema (como se fosse oendere¸o de c uma casa, o local onde as pessoas “s˜o armazenadas”). a

O endere¸o de uma vari´vel c a
• Normalmente, o endere¸o das vari´veis n˜o s˜o c a a a conhecidos quando o programa ´ escrito. e • O endere¸o de uma vari´vel ´ dependente do sistema c a e computacional e tamb´m da implementa¸˜o do e ca compilador C que est´ sendo usado. a • O endere¸o de uma mesma vari´vel pode mudar entrec a diferentes execu¸oes de um mesmo programa C usando c˜ uma mesma m´quina. a

O operador “address-of” & de C
o operador & retorna o endere¸o de uma determinada c vari´vel a Ex: printf ("%d", &valor); imprime o endere¸o da vari´vel valor. c a

O operador “address-of” & de C
´ • E necess´rio usar o operador & no comando scanf, pois a esse operador indica que o valor digitado deve sercolocado no endere¸o referente a uma vari´vel. c a • Esquecer de colocar o & comercial ´ um erro e muito comum que pode ocasionar erros de execu¸˜o. ca

O operador “address-of” & de C
O programa abaixo imprime o valor e o endere¸o da vari´vel: c a #include int main(void){ int n = 8; printf("valor %d, endere¸o 0x%x\n",n,&n); c }

Formatos de leitura de vari´vel a
Os formatos de leitura s˜omuito semelhantes aos formatos a de escrita utilizados pelo printf. A tabela a seguir mostra alguns formatos poss´ ıveis de leitura C´digo o %c %s Fun¸˜o ca Lˆ um unico caracter e ´ Lˆ uma s´rie de caracteres e e

Formatos de leitura de vari´vel a
C´digo o %d %u %l %f %lf Fun¸˜o ca Lˆ um n´mero decimal e u Lˆ um decimal sem sinal e Lˆ um inteiro longo e Lˆ um n´mero em ponto flutuante e u Lˆ umdouble e

Atribui¸˜o ca
Atribuir um valor de uma express˜o a uma vari´vel significa a a calcular o valor daquela express˜o e copiar aquele valor para a uma determinada vari´vel. a

Atribui¸˜o ca
No exemplo abaixo, a vari´vel soma recebe o valor calculado a da express˜o a + b a soma = a + b;
 K

Vari´vel a

Express˜o a

Atribui¸˜o ca
• O operador de atribui¸˜o ´ o sinal de igual (=)ca e ` A esquerda do operador de atribui¸˜o deve exisca tir somente o nome de uma vari´vel. a ` A direita, deve haver uma express˜o cujo a valor ser´ calculado e a armazenado na vari´vel a

=

Express˜o a
• Uma express˜o ´ um conjunto de opera¸oes aritim´ticas, a e c˜ e l´gicas ou relacionais utilizados para fazer “c´lculos” o a sobre os valores das vari´veis. a Ex: a + b Calcula a soma de ae b

Express˜es o
• Uma constante ´ uma express˜o e como tal, pode ser e a atribu´ a uma vari´vel (ou em qualquer outro lugar ıda a onde uma express˜o seja necess´ria) a a Ex: a = 10; • Uma vari´vel tamb´m ´ uma express˜o a e e a Ex: a = b;

Express˜es o
• < expressao > + < expressao >: Calcula a soma de duas express˜es. o Ex: a = a + b; • < expressao > - < expressao >: Calcula a...
tracking img