Auguste comte

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1333 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Auguste Comte
Auguste Comte é o sociólogo da unidade humana e social, da unidade da historia humana. Leva-se sua concepção da unidade até o ponto em que a dificuldade é inversa:tem dificuldade em encontrar e fundamentar a diversidade.Como há só um tipo de sociedade absolutamente válido,toda a humanidade deverá,segundo sua filosofia,chegar a esse tipo de sociedade.
As três Etapas dopensamento de Comte
Podemos apresentar três formas, pelas quais a tese da unidade humana é afirmada, explicada e justificada. Essas três etapas estão marcadas pelas três obras principais de Comte.
Primeira, É a Opúsculos de filosofia social (1820-1824): uma apreciação sumária sobre o passado moderno.
*Prospectos científicos necessários para a reordenação do social.
-Temascentrais: - a fragmentação das instituições morais.
- a desordem social inaugurada pela modernidade. Nesse período de formação intelectual, Comte demonstra a profunda influência das ciências naturais na sua formação estudantil, tanto é que os temas iniciais são tratados de forma naturalista e organicista, Comte em 1838 troca o título "física social" por sociologia, que á a ciência do coroamentoevolutivo no mundo moderno, Já que Comte trabalha com conceitos tomados por empréstimo da física newtoniana e do evolucionismo darwinista, essa marca metodológica está presente na tríade conceitual positivista, sob a forma do organicismo, evolucionismo e darwinismo social.
A segunda etapa (1830-1842) - Curso de filosofia positiva (sete volumes).
-Temas centrais: - a afirmação dasuperioridade orgânica das sociedades européias.
-a afirmação da progressividade da história das sociedades.
-a apresentação da lei dos três estados: estado teológico ou fictício, estado metafísico ou abstrato e o estado científico ou positivo Nessa outra etapa do pensamento de Comte, podemos notar a evolução e o desdobramento dos conceitos colocados na primeira etapa, aqui Comte desenvolve sua visãoevolucionista da história, ao confirmar que a história das sociedades segue uma lei imutável rumo ao fim da sua própria história, marcado pelo coroamento intelectual dos homens no estado positivo, aqui ocorre à apresentação do processo de evolução, atravessando o estado teológico-fictício, metafísico-abstrato e chegando ao topo, no estado positivo-científico.
Terceira etapa (1851-1854), cursode política positiva necessário para a instauração da religião da humanidade.
-Temas centrais: - a necessidade de uma reforma moral e intelectual dos homens nas sociedades modernas.
-a reforma institucional e a nova instituição das Providências (material moral e intelectual).
-a divisão da Sociologia em duas partes: estática e dinâmica sociais. A última etapa do pensamento de Comte émarcada por uma vontade quase espiritualizada de transformar os novos rumos da sociedade industrial que merece reparos institucionais, por isso a criação de um "consenso moral" e de um "acordo de espíritos" é necessário para a retomada saudável da evolução, mas é claro a evolução só se justifica pela presença de uma estática social, ou seja, uma ordem orgânica interna.
A Sociedade IndustrialAs Idéias fundamentais de Auguste Comte, durante seus anos de juventude, não são idéias pessoais. Ele recolheu no clima da época a convicção de que o pensamento teológico pertencia ao passado;que Deus estava morto,para empregar a formula de Nietzsche;que o pensamento cientifico comandaria naquele momento em diante a inteligência os homens modernos;que com a teologia desapareceria aestrutura feudal e a organização monárquica;que os cientistas e os industriais dominariam a sociedade do nosso tempo.
Ele defendeu em parte o espírito de 1789 e criticou a restauração da monarquia, preocupando-se fundamentalmente em como organizar a nova sociedade, que, no seu entender, estava em ebulição e em total caos. Para Comte, a desordem e a anarquia imperavam por causa da confusão de...
tracking img