Atps fisica 2

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1044 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução
Neste trabalho, será encontrada uma introdução a física cinética, ao desenvolver dos passos a serem executados será encontrada alguns conceitos, como, conceitos de força, conceitos de aceleração, massa de um objeto, peso de um objeto, etc.






Objetivos
O objetivo desses passos, que serão feitos é saber que uma pedra com certa massa, quando exposta a certa inclinação, sofrediversos tipos de forças. E que, para que seja evitado que essa pedra deslize desse aclive, um método bem usado é a ancoragem da pedra, por cabos, porém para que isso seja feito com êxito, exige que seja feito muitos cálculos para saber que cabo usar, qual a tensão que esse cabo agüenta, e saber que, se caso o cabo arrebente, qual a aceleração dessa pedra rumo a baixo.Etapa 1

Passo 1
1- ) No primeiro passo dessa etapa, o grupo deve saber a massa e o peso da pedra, como é passado que a massa da pedra é de 0,5 tonelada, então:
Se: 1 tonelada é igual a 1000 kg.
0,5 tonelada é igual a 500 kg
Definido a massa da pedra, é hora de saber então o peso , força, que essa pedra exerce para se calcular o peso , dessa pedra, se tem que fazer um cálculo que é amassa da pedra vezes, a aceleração da gravidade, sendo assim o cálculo ficaria desse modo:

P=m.g
P=500.9.8
P=4900N

O peso, força é dado em Newton, e usamos o valor de 9,8 para aceleração da gravidade, este valor certas vezes é arredondado para o numero 10, porém nesse trabalho sempre que estivermos falando de aceleração da gravidade o número que corresponde a essa medida é 9,8.

2- )P = Px+Py → Px = P.Cos60° → Px = 2880,14







3- ) A força perpendicular existente nesse caso é a força normal que é a força que faz com que os objetos não afundem em direção ao centro da terra,ou seja a força que o corpo exerce na terra para afundar,a força normal “devolve” essa força na mesma intensidade, essa força normal no plano cartesiano, no caso de um objetoestático teria o mesmo valor da força PY ou seja:


∑FY N-PY=0

Sendo assim:
N=PY

Calculando essa força na equação ficaria:
FN= P.Y
FN=500kg.9.8m/s².cos30°
FN=4900.0.8660
FN=4243,524N

Essa é a força perpendicular ao plano, em um caso de equilíbrio estático; Agora iremos determinar a tensão no cabo que será usado para prender essa rocha para que ela não deslize.
A tensão ou força detração desse cabo é denominada pela seguinte forma:

T=m.g.sen30°
No qual m= massa da pedra que é de 500 kg
G= aceleração da gravidade que está sendo aceita com o valor de 9,8m/s²
E seno de 30° porque, essa força está acima do ângulo de 30°, por isso o seno e não o cosseno.
Aplicando essa fórmula temos:
T=500 kg.9,8m/s².0.5
T=4900.0.5
T=2450N
Ou seja, esse cabo agüentauma força de 2450N

4- ) Para o caso do cabo se romper, temos que determinar qual seria a aceleração da rocha rumo a baixo, para determinar esse valor usaremos uma fórmula que envolve a tração no cabo e a força resultante, na verdade essa equação diz que essas duas forças são iguais, como veremos na fórmula abaixo:

m.g.sen30°=m.a
Para resolver, massa com massa nós podemos cancelar aíatribuindo já os devidos valores, que já são conhecidos fica da seguinte maneira

A=g.sen30°
A=9,8m/s².0.5
A=4,44 m/s²
Ou seja, a aceleração dessa rocha no caso de o cabo se romper seria de 4,4 m/s² ou -4,4m/s², pois a pedra está indo no sentido negativo se representada em um plano cartesiano.

5- ) Para determinar o comprimento dessa “rampa” em que a rocha estáacomodada, e com a informação que a altura desse “morro” é de 300m na vertical, podemos colocar essa situação em um plano cartesiano e desenhá-la como se fosse um triangulo retângulo, após fazer isso, analisar os dados que são oferecidos e usar a ferramenta para resolver esse problema, nesse caso iremos usar a tangente, pois o que queremos encontrar seria o cateto adjacente nesse caso ficaria:...
tracking img