Atps fenomenos de transporte

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1131 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Faculdade Anhanguera de São José dos Campos





Curso de Engenharia Controle e Automação

5° Semestre


ATPS

FENÔMENOS DE TRANSPORTE



Gabriel Willian Venâncio RA: 105 300 422 5








Prof. Venâncio






São José dos Campos – SP
2012
ETAPA 1
Aula-tema: Propriedades dos fluídos.
A câmara da Eclusa de Barra Bonita tem o formato de umparalelepípedo com 145 m de comprimento e 12 m de largura. Para a transposição é necessário que a cota na parte baixa do rio esteja em 435,50 m, garantindo a profundidade média de 3,0 m, na parte baixa do rio, o que impede veencalhe da embarcação e, a cota de 461,00 m, no reservatório da represa. Conforme mostrado nos detalhes dos cortes da câmara da Eclusa.


Pede-se determinar o valor de massa de águaquando a câmara da Eclusa esta totalmente cheia e o valor do peso específico da água em N/m3. A grande dimensão do reservatório da represa mantém a temperatura média da água em torno de 20°C, independente da época do ano. Por isso, para efeito de cálculos considere que a massa específica da água é igual a 0,998 g/cm3.
Adotar a aceleração da gravidade igual a 9,81 m/s.
Para realizá-la, éimportante seguir os passos descritos.
A) Determinar o valor de massa de água quando a câmara da Eclusa esta totalmente cheia?
[pic]
[pic]
Onde: [pic]
[pic]
[pic]


B) Determinar o valor do peso específico da água em N/m3 ?
[pic][pic][pic]
[pic]

ETAPA 2
Aula-tema: Propriedades dos fluídos.
Quando a embarcação deseja subir para o trecho mais alto dorio, a comporta tipo Vagão é aberta a fim de permitir a entrada da embarcação na câmara. Neste momento, é fechada a válvula II e aberta a válvula I, garantindo que ocorra o enchimento da câmara da Eclusa. Sabe-se que os processos de enchimento e esvaziamento da câmara são feitos por gravidade. A água que está ao longo do reservatório da represa vem através de duas tubulações de 1500 mm dediâmetro, que fazem ligação do nível superior da barragem com o nível inferior da eclusa, e vice-versa. Por medida de segurança, durante o processo de enchimento da câmara, aconselha-se que a velocidade média nas tubulações do reservatório da represa não deve passar de 14 m/s.
Caso a embarcação se encontre no nível inferior do rio a válvula I é aberta e fechada a válvula II, quando o nível da câmaraestiver no mesmo nível do rio, é fechada a válvula I e aberta a comporta tipo vagão (abertura vertical).

Para realizá-la, é importante seguir os passos descritos.

[pic]
[pic]
[pic]
[pic]

ETAPA 3
Aula-tema: Estática dos fluídos
Foi colocada uma régua graduada na parede da câmara da eclusa a fim de verificar o comportamento da pressão no piso da câmara durante oenchimento, como é mostrado na figura abaixo. Deseja-se saber as cotas registradas e suas respectivas pressões em Pa, a cada 3 minutos do início da operação de enchimento. Lembre-se que para efeito de cálculo de pressão no piso da câmara deverá ser considerada a contribuição das duas tubulações.

Quando a câmara atinge o mesmo nível de água do reservatório da represa é aberta uma comporta do tipoMitra que permite a passagem da embarcação. Deseja-se saber qual é a vazão de enchimento da câmara e quanto tempo é gasto, em minutos neste processo de transposição?

A embarcação entra na câmara e é aberta a válvula II. Quando a câmara estiver no mesmo nível da parte inferior do rio, a comporta tipo Mitra é aberta para a liberação da embarcação. A comporta tipo Mitra é composta de dois portõesarticulados por pistão. É empregado um pistão é de 100 N e 100 cm de comprimento, que cai dentro de um cilindro com velocidade constante de 2,0 m/s. Sabe-se que o diâmetro do cilindro é de 15,8 cm e do pistão é 15,6 cm. Deseja-se saber a viscosidade do lubrificante colocado entre o cilindro e o pistão.
Para realizá-la, é importante seguir os passos descritos.

A) Quais as cotas registradas e...
tracking img