Atps de fundamentos hist. teo. met. do serviço social iii

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3400 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Etapa 1
A Importância do Serviço Social nos dias de Hoje
O Serviço Social, no princípio, possuía um caráter de filantropia, sem, contudo, apresentar um perfil profissional. Durante muito tempo, o mesmo assim se manteve, aderindo, posteriormente, aos dogmas da doutrina social da Igreja Católica, que deu um aspecto ‘humanista’ à profissionalização desta área, perfil este que foi incorporado noinício do século passado, pelo Serviço Social desenvolvido no Brasil.O Serviço Social buscou em meio às décadas se configurar como uma profissão que agisse de forma integral com o individuo social. Grandes foram às dificuldades , pois o mesmo nascera do berço da caridade filantrópica e se desfazer desses ideais custou preço para mudanças e rupturas para a consolidação de uma verdadeira profissão parauma sociedade.

Frente às transformações do mundo globalizado está inserido o assistente social para encontrar respostas sólidas as especificidades da questão social, sendo esta, segundo Neto, O conjunto de problemas políticos, sociais, e econômicos que reclamados pela classe operária no curso da consolidação do capitalismo.

É dentro desse contexto que estamos inseridos como profissionais doServiço Social, lutando por uma sociedade mais justa com valores e ideais respeitados através dessa profissão que é imprescindível para o coletivo.
O processo de profissionalização do Serviço Social foi lento. Isto porque o mesmo foi produzido para atender aos interesses da burguesia, que tentava desarticular a classe operária, sacrificada pelas relações trabalho-capital.
Por outro lado, éimportante também destacar que no Brasil, o Serviço Social teve sua origem a partir do amplo movimento social, desenvolvido pela Igreja Católica objetivando recristianizar a sociedade.
O trabalho com famílias tem se constituído numa fonte de preocupação para os
Profissionais que trabalham na área, tanto pela atualidade do tema como pela sua complexidade. A sua discussão envolve inúmeros aspectosdentre os quais estão presentes as diferentes configurações familiares, as relações que a família vem estabelecendo com outras esferas da sociedade, tais como Estado, Sociedade Civil e Mercado, bem como os processos familiares. Além destes, estão envolvidos os aspectos inerentes à própria história e desenvolvimento das profissões que atendem a esse campo. No âmbito do Serviço Social, os processos deatenção às famílias fazem parte da história da profissão. Segundo Neder (1996), os assistentes sociais são os únicos profissionais que têm a família como objeto privilegiado de intervenção durante toda sua trajetória histórica; ao contrário de outras profissões que a privilegiam em alguns momentos e, em outros, a tiram de cena.

O redimensionamento da função pedagógica dos assistentes sociaisnas perspectivas emancipatória das classes subalternas, que se delineiam desde os anos 80, nos marcos da ofensiva do projeto neoliberal, e se intensificam nos anos 90, com a expansão hegemônica desse projeto, embora em crise em todo mundo.
Uma tendência circunscreve os compromissos profissionais com as lutas das classes subalternas no âmbito da defesa dos direitos civis, sociais e políticos, dademocracia e justiça social, portanto, nos limites das conquistas que consubstanciaram a experiência do chamado Estado de Bem-Estar.
Outra tendência estabelece o compromisso profissional com as lutas das classes subalternas no sentido da superação da ordem burguesa e construção de uma nova sociedade – a socialista – a qual supõe a ultrapassagem das lutas no campo dos direitos, nos limites dachamada democracia burguesa.
O primeiro e fundamental desafio que se coloca para os assistentes sociais – para avançar numa perspectiva emancipatória – refere-se à contribuição profissional para o fortalecimento e o avanço de processos e lutas que favoreçam a ultrapassagem das conquistas das classes subalternas dos limites históricos do Estado de Bem-Estar, no sentido da construção de uma nova...
tracking img