Atonia uterina

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1240 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de junho de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto



ATONIA

UTERINA




RENATA MELLO ORTWEIN DOMINGOS
PROFESSORA: RAQUEL
UNIENF LAGOS – TURMA: 23






Introdução
A hemorragia puerperal é a perda superior a meio litro de sangue durante ou após dequitação, é a terceira causa mais comum de morte materna durante o parto, após as infecções e complicações da anestesia. As causas variam e a maioria delas é evitável, sendo delaso sangramento da área onde a placenta descola do útero, esse sangramento pode ocorrer quando o útero não contrai adequadamente por ter sido distendido excessivamente, pelo trabalho de parto prolongado ou anormal.


Atonia uterina
Causa mais frequente de hemorragia pós-parto é a atonia uterina, ou comprometimento do tono muscular uterino. Existem muitos sinusóides ou espaços sanguíneos entreas fibras musculares imediatamente abaixo da placenta. À medida que ocorre a separação da placenta, a musculatura uterina se contrai normalmente e os sinusóides se fecham, com a formação eventual de trombos. Quando as fibras musculares não se contraem e os vasos não sofrem constrição, ocorre a hemorragia. A atonia uterina é frequentemente devida à exaustão do músculo, que pode seguir-se tanto a umtrabalho de parto prolongado quanto a um precipitado, pode ser devida à hiperdistensão do útero por gravidez múltipla, feto grande ou hidrâmnio ou pode ser causada por massagem excessiva do fundo uterino na terceira fase do trabalho de parto.
A intervenção no parto é a mínima possível. Após a placenta ter descolado do útero, é administrada ocitocina à mulher para ajudar o útero a contrair ereduzir a perda sanguínea. Quando a placenta não descola espontaneamente até 30 minutos após a liberação do concepto, é removida manualmente. Quando a expulsão foi incompleta, removem - se os fragmentos remanescentes manualmente. Em casos raros, fragmentos infectados da placenta ou de outros tecidos devem ser removidos cirurgicamente (por curetagem). Após a expulsão da placenta, a mulher é monitorizadapor pelo menos uma hora para se assegurar que o útero contraiu e também para se avaliar o sangramento vaginal. Quando ocorre um sangramento intenso, o abdômen da mulher é massageado para auxiliar a contração do útero e, a seguir, a ocitocina é administrada continuamente através de um cateter intravenoso. Quando o sangramento persiste, a mulher pode necessitar de transfusão sanguínea.
O úteropode ser examinado, verificando-se a presença de lesões ou de fragmentos retidos de placenta e de outros tecidos. Esses tecidos podem ser removidos cirurgicamente. Ambos os procedimentos exigem o uso de um anestésico. O colo do útero e a vagina também são examinados. Uma prostaglandina pode ser injetada na musculatura uterina para ajudar na sua contração. Quando o útero não pode ser estimulado paraque contraia e reduza a hemorragia, pode ser necessária a realização de uma ligadura de artérias que levam sangue ao útero. Devido à abundante irrigação sangüínea da pelve, este procedimento não produz um efeito duradouro após o sangramento ser controlado. A histerectomia (remoção do útero) é raramente necessária.



Sinais

Avaliar o tônus uterino após o parto ao palpar o fundo do úteroquanto à firmeza e localização

Útero amolecido e edemaciado - atonia uterina, e se ainda tiver desvio indicará bexiga cheia, o que interfere na evolução uterina pois é necessário o útero estar na linha média para se contrair e parar a hemorragia.
Sangramento de sangue vermelho escuro com coágulos e um útero grande e indolor persistir e não existi lacerações visíveis - suspeitar de fragmentosplacentários → inspecionar com cuidado a integridade da placenta já expelida.
Útero firme e com fluxo constante ou pequeno extravasamento de sangue vermelho vivo, não coagulado no períneo - Suspeita de traumatismo devendo-se identificar a fonte, documenta-la e reportá-la.

Assistência de enfermagem
Massajar o útero, pois os músculos uterinos são sensíveis ao toque e ajuda as fibras musculares a...
tracking img