Aspectos psicossociais relacionados ao adoecimento

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3625 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
2 – ASPECTOS PSICOSSOCIAIS RELACIONADOS AO ADOECIMENTO

2.1 – O adoecer

Adoecer, tornar-se doente ou enfermar segundo a semântica vem do latim “addolescer – de “dolensentis” – que siginifica mais do que apenas a ausência de sintomas desagradáveis.

As definições de “saúde e doença” variam entre indivíduos, grupos culturais e classes sociais. Na maioria dos casos, a saúde significa mais doque a ausência de sintomas desagradáveis.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) a define como“ um estado completo de bem estar físico, mental e social e não simplesmente a ausência de doença ou enfermidade. Esta definição ampla da OMS pretende contemplar três grandes aspectos relacionados ao binômio saúde/doença.

O primeiro diz respeito à importância de ser a saúde um estado completo de bemestar físico, mental e social. Deste ponto de vista, vários aspectos do bem-estar existencial devem estar integrados para que haja saúde.

Neste sentido, vários estudos têm demonstrado a importância de fatores individuais, culturais e sociais na percepção e no desenvolvimento da doença orgânica e da enfermidade. Os cortes metodológicos de classe, raça, etnia e gênero impõem variaçõesconsideráveis nos estudos sobre uma mesma patologia, ou mesmo sobre aspectos saudáveis do desenvolvimento normal. A menarca nas adolescentes e a menopausa nas mulheres adultas são exemplos de como a idade do início da reprodução pode variar em função das condições econômicas, da alimentação; e de como os sintomas a essas associados na sociedade ocidental, não estão presentes, por exemplo, na sociedadeoriental.

No caso do presente estudo, o recorte fundamental será o de gênero, por privilegiar uma patologia que atinge órgãos da saúde sexual e reprodutiva das mulheres, e que decorre prioritariamente de infecção sexualmente transmissível, atingindo de modo ímpar a população feminina.

A saúde da população também está correlacionada a outros indicadores do desenvolvimento, tais como: escolaridade,nível de renda per capita e, também a crenças e tradições culturais, tais como: práticas sexuais e anticonceptivas. O meio ambiente e a ecologia social determinam sobremaneira a qualidade da saúde de uma dada população.

É, em decorrência de todos esses fatores, que a saúde não é apenas a ausência de doença. Pois não depende apenas dos modelos médico-assistenciais existentes ou não em uma dadalocalidade. Ou melhor, a saúde não deve ser restrita ao diagnóstico médico de existência ou não de doença. Deve ser promovida, e não somente pelos especialistas médicos, já que depende de fatores associados a outras esferas da vida social e a outros indicadores do desenvolvimento.

Assim, o meio ambiente e a ecologia social determinam a qualidade da saúde de uma dada população, pois se sabe que asmodificações ambientais, tais como; exposição a agentes biológicos e virais estão associados a desenvolvimentos tumorais em geral, e ao câncer cervico-uterino, em particular.

Assim também (Helman,1994), do ponto de vista comportamental, as modificações na esfera da vida reprodutiva (número de gestações, idade de início da vida reprodutiva, prática de abortamento, ampliação do número de parceirossexuais, entre outros); decorrentes tanto da inserção da mulher no mercado de trabalho produtivo, como da introdução de consumo de medicamentos de natureza hormonal (entre os quais a pílula anticoncepcional), vêm carretando transformações biológicas direta ou indiretamente associadas ao desenvolvimento de tumores em mulheres adultas.

A definição da OMS por fim contempla a amplitudediferencial entre as noções de doença (illness) e de enfermidade (disease). Enquanto a enfermidade (2) diz respeito a entidade patológica que o órgão tem; a doença se refere ao que o homem ou a mulher têm. A enfermidade diz respeito à visão médica (disease), a doença (illness) a visão leiga dos problemas de saúde. Existem várias concepções sobre a doença/enfermidade – de ordem médica, filosófica,...
tracking img