Artigo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1468 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
RESUMO: O objetivo desse texto é resgatar, a partir de dois escritos específicos de Lévi-Strauss, o debate que esse autor trava com a História. Tratam-se mais exatamente de dois ensaios que, embora apresentem título idêntico – “História e etnologia” - foram redigidos em tempos diferentes e, mais interessante, não se remetem um ao outro. O primeiro deles e mais conhecido, é parte da reconhecidacoletânea de artigos escritos por Lévi-Strauss durante as décadas de 40 e 50, denominadas Antropologia Estrutural. O artigo em questão fora publicado originalmente com o mesmo título na Revue de Métaphysique ET de Morale, número 54, no ano de 1949. O segundo artigo é o resultado de uma palestra apresentada por Lévi-Strauss, em 2 de junho de 1893, na Universidade de Sorbonne, por ocasião do V Ciclode Conferências em homenagem a Marc Bloch e editado na revista dos Annales, no mesmo ano. A intenção é, então, tomar as análises de Lévi-Strauss, entendido nesse contexto, como o mais radical dos antropólogos em seu método sincrônico e sem sujeito, e perceber como na delimitação disciplinar, sobretudo no campo da Antropologia parecer à contraposição com a História.

PALAVRAS-CHAVE: História.Antropologia. Etnologia.

Abstract: The aim of this paper is to rescue, from two specific writings of Lévi-Strauss, the author leads debate with history. These are precisely two tests, although presenting the same title - "History and Ethnology" - were written at different times and, more interesting, do not refer to each other. The first and best known, is part of the renowned collection ofarticles written by Lévi-Strauss during the decades of 40 and 50, called Structural Anthropology. The article was originally published under the same title in Revue de Métaphysique ET Morale, number 54, in 1949. The second article is the result of a speech given by Lévi-Strauss, on June 2, 1893, at the University of Sorbonne, at the Fifth Lecture Series in honor of Marc Bloch and published in the journalAnnales of the same year. The intention is then to take the analysis of Lévi-Strauss, understood in this context, as the most radical method of anthropologists in their synchronic and subjectless, and see how the disciplinary boundaries, especially in the field of anthropology seem to contrast with History .

KEYWORDS: History. Anthropology. Ethnology.APROXIMAÇÕES ENTRE HISTÓRIA E ANTROPOLOGIA


A relação História e Antropologia apresentam diferentes linhagens intelectuais. Ela não se constitui em um debate único, mas tem diversas frentes. Não há um movimento único de uma escola, mas de diversas procedências, aparentemente convergentes.
Schwarcz (1999) expõem a ideia de que a História sempre surgiu contraposta àAntropologia ou à etnologia e é Lévi-Strauss quem fará toda uma “história da antropologia” em seu primeiro ensaio.
Ela cita Lévi-Strauss fazendo uma divisão, na Antropologia estrutural, entre modelos conscientes e modelos inconscientes, no sentido de uma modelização da realidade social. Para Strauss, pode-se ter uma sociedade, ou um grupo social, que tem uma concepção da sua própria sociedadeque exprime isso de maneira analítica.
Esse modelo expresso por ele é um modelo nativo, ou um modelo consciente, como ele chama. Esses modelos, geralmente, são mais pobres; o que se deve procurar são modelos inconscientes, elementos que não estão no nível da consciência do próprio grupo.
Essa busca do inconsciente o leva a um estudo comparativo, a recolher um material disperso por todoo mundo, um material etnográfico; fazer comparações e chegar a modelos de determinados fenômenos, buscando justamente esses elementos inconscientes.
Entretanto, para Burguière (1993), a Antropologia Histórica corresponde menos a um campo próprio da história do que a um procedimento analítico. Para ele, ela não tem domínio próprio, atuando em campos onde outros já atuam. Sua ação consiste...
tracking img