Artigo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 53 (13061 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Bourdieu e os esquema reprodutores
Idalina Correia
Talita Pitanga.
Resumo: este artigo visa apresentar algumas contribuições do pensamento do sociólogo Frances Pierre Bourdieu (1930-2002) para o campo pedagógico; a relação contextualizada escola sociedade ,reflexões sobre a prática pedagógica, e o processo de reprodução das desigualdades sociais .Para Pierre Bourdieu a educaçãodeixa de assumir o seu legado de instituição transformadora e democrata das sociedades e passa a ser vista como instituição que dar legítimos privilégios sociais ; deixando uma rastro de ideias que colaboram para reflexão sobre os problemas vividos no espaço pedagógica.

Palavras chaves: Educação. Sociedade. Reprodução. Desigualdades sociais

Considerado um dos maioressociólogos de língua francesa Pierre Bourdieu é um dos mais importantes pensadores a analisar a educação contemporânea na visão de Durkheim. Bourdieu introduz uma síntese teórica entre o modelo durkheimiano e o estruturalismo , para o autor os indivíduos e os sujeitos sociais são submetidos ao controle das estruturas , são uma espécie de marionetes das estruturas dominante , para o sociólogoFrances os indivíduos em ação apenas reproduzem as orientações determinadas pela estrutura social vigente:
(...) Na medida em que o educando interioriza os princípios culturais que lhe são impostos pelo sistema de ensino – de tal modo que, mesmo depois determinada sua fase de formação escolar, ele os tenha incorporado aos seus próprios valores e seja capaz de reproduzi-los na vida etransmiti-los aos outros – Bourdieu diz que ele adquire um habitus. Uma vez que o arbitrário cultural a ser imposto é incorporado ao habitus do professor, o trabalho pedagógico tende a reproduzir as mesmas condições sociais (de dominação de determinados grupos sobre outros) que deram origem àqueles valores dominantes. (RODRIGUES, 2007, p.74).
Sociólogo polêmico, cuja obra suscitou distintas apropriações,apesar de seu desejo de construir um fio condutor único, Pierre Bourdieu tornou-se uma figura simbólica na luta contra o neoliberalismo, por tecer críticas profundas a intelectuais, 'experts', jornalistas, 'ensaístas de corte' que, pela difusão dos mecanismos de mundialização, participam da edificação de um mundo dominado pela ideologia neoliberal. Figura carismática, Bourdieu é considerado umdos principais cientistas do mundo, permanecendo objeto de uma verdadeira adoração por parte de estudantes e pesquisadores das ciências humanas.

Se considerarmos seriamente as desigualdades socialmente condicionadas diante da escola
e da cultura, somos obrigados a concluir que a equidade formal à qual obedece todo o
Sistema escolar é injusta de fato, e que, em toda sociedade onde se proclamaideais
Democráticos, ela protege melhor os privilégios do que a transmissão aberta dos privilégios.
(BOURDIEU, 1998 p.53).
Segundo ele mesmo agentes sociais que pensam estar em liberdade estão na verdade sendo movido por forças ocultas; que estimulam a agir mesmo sem consciência
[…] no funcionamento de uma instituição escolar que, sem dúvida, nunca exerceu um papel
tão importante e parauma parcela tão importante da sociedade como hoje, essa contradição
tem a ver com uma ordem social que tende cada vez mais a dar tudo a todo mundo,
especialmente em matéria de consumo de bens materiais ou simbólicas, ou mesmo
políticas, mas sob as espécies fictícias da aparência do simulacro ou da imitação, como se
fosse esse o único meio de reserva para uns a posse real e legítima desses bensexclusivos.(BOURDIEU, 1998, p.225)
Por meio da escola pública eGratuita seria resolvida o problema do acesso à educação e, assim,garantida, em princípio, a igualdade de oportunidades entre todos os
cidadãos. A educação, na teoria de Bourdieu, perde o papel que lhe fora atribuído.
de instância transformadora e democratizadora das sociedades e passa a
ser vista como uma das principais...
tracking img