Artigo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1254 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]

SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO
PEDAGOGIA – MÓDULO I











TRABALHO INTERDISCIPLINAR INDIVIDUAL














PALMEIRA DOS ÍNDIOS – AL 2011

















TRABALHO INTERDISCIPLINAR INDIVIDUAL


Estudo apresentado a disciplina de Trabalho Interdisciplinar Individual da Universidade Norte doParaná - UNOPAR


Prof. Bernadete Strang, Carlos Eduardo Gonçalves, Márcia Bastos e Okçana Battini.














PALMEIRA DOS ÍNDIOS – AL 2011
INTRODUÇÃO



        A sociedade atual encontra-se em profunda crise que nos remete a pensar nossos valores e atitudes. Nesse contexto incerto, o papel do professor é fundamental, por isso novos recursose atitudes didático-pedagógicos necessitam ser pensados. O professor pode ascender à sociedade usando o ensino como instrumento de luta e transformação social, levando os alunos a uma consciência crítica que supere o senso comum para que possam não somente ver os acontecimentos, mas enxergá-los de maneira mais crítica e reflexiva. Voltado para esta colocação dar-se a importância deste estudo,onde quer nos mostrar o quanto é importante o papel do professor na escola e na sociedade.

Todo ato educativo depende, em grande parte, das características, interesses e possibilidades dos sujeitos participantes, alunos, professores, comunidades escolares e demais fatores do processo.

Assim, a educação se dá na coletividade, mas não perde de vista o indivíduo que é singular(contextual, histórico, particular, complexo). Portanto, é preciso compreender que o processo ensino-aprendizagem se dá na relação entre indivíduos que possuem sua história de vida e estão inseridos em contextos de vida próprios.

Não se pode esperar que uma sociedade mais justa brote naturalmente, mas por meio da educação que caminhe com a prática política do povo. Sendo assim, o professor assumeum papel, sobretudo político e social. Professores e professoras precisam encorajar-se social e politicamente, percebendo as possibilidades da ação social e cultural, na luta pela transformação das estruturas opressivas da sociedade brasileira. Para isso, é necessário que conheçam a sociedade em que vivem e atuam em nível social, econômico e cultural de seus alunos e alunas.

Osprofessores, principais sujeitos informantes deste trabalho, devem trabalhar a partir da consciência de que não há conhecimento absoluto, pois tudo está em constante transformação. Dessa forma não há saber nem ignorância absoluta, e sim uma relativização do saber ou da ignorância. Por isso, os professores não podem se colocar na posição de seres superiores, que transmitem o conhecimento a um grupo deignorantes, mas sim adotar uma postura humilde, daqueles que comunicam um saber relativo a outros que são portadores de outros saberes relativos. Outra convicção a que os professores não podem se furtar é a de não se confundir informação com educação, pois para transmitir informação estão à mão jornais e revistas, televisão e internet.

A escola é um palco de ações e reações, onde ocorre osaber-fazer. É constituída por características políticas, sociais, culturais e críticas. Ela é um sistema vivo, aberto. Onde deve ser considerada como em contínuo processo de desenvolvimento influenciando e sendo influenciada pelo ambiente. É neste ambiente de produções e produto que se insere o professor, o educador, não como um indivíduo superior, em hierarquia com o educando, como detentor dosaber-fazer, mas como igual, onde o relacionamento ente ambos concretiza o processo de ensinar-aprender.
Nas palavras de Rubens Alves quando refere-se as teias de aranha com a vivencia do professor, o mesmo quer nos mostrar que temos muitos obstáculos na escolha pela educação, mas não justifica não rendermos na profissão, pois é de responsabilidade geral do professor fazer valer o processo...
tracking img