Artigo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3717 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL

FACULDADE DE LETRAS

CURSO DE GRADUAÇÃO EM LETRAS







Os Gêneros Textuais em Sala de Aula





Cristiane Rodrigues da Silva







Profa. Dr. Vera W. Pereira

Orientadora







Porto Alegre

2010





Cristiane Rodrigues da Silva











Os Gêneros Textuais em Sala de AulaArtigo apresentado à Faculdade de Letras da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul como requisito parcial para a obtenção de grau na disciplina de Estágio Supervisionado no Ensino Fundamental LP/LE (120 h)















Porto Alegre

2010





IDENTIFICAÇÃO

Instituição


Nome: PontifíciaUniversidade Católica do Rio Grande do Sul

Endereço: Avenida Ipiranga, 6681 - Prédio 8.

Caixa Postal 1429

90619-900 - Porto Alegre - RS


Reitor: Prof. Dr. Ir. Joaquim Clotet


Curso: Curso de Graduação em Letras – Língua Portuguesa


Coordenador (a):





Título:





Graduando (a):


Cristiane Rodrigues da SilvaJoão Pedro da Silva, 245.


94828-440 – Alvorada – RS


cristianerdg@yahoo.com.br





Orientador (a): Profa. Dr. Vera W. Pereira


Área de estudos: Gêneros Textuais


Área de pesquisa: Linguística Textual













1 INTRODUÇÃO

1.1 Do problema encontrado nas observações deaulas de Língua Portuguesa

Durante as minhas observações às turmas de ensino fundamental e médio, constatei que os professores durante suas práticas pedagógicas em Língua Portuguesa, não se valiam de nenhum gênero textual para a concretização das mesmas. O seu trabalho era calcado em teoria gramatical impedindo, dessa forma, o contato dos alunos com os mais variados gêneros textuais existentesem sociedade. Não havia leitura e nem produção textual, os exercícios eram caracterizados por memorização de regras.

O não contato com as mais diversas formas de linguagem impede o desenvolvimento linguístico dos alunos. Como pregam os PCN’s - Parâmetros Curriculares Nacionais - todas as práticas pedagógicas devem buscar a aproximação com a realidade que circunda o meio no qual o alunoestá inserido.

Também consta nos PCN’s que a escrita não se deve dar no vazio: o aluno tem de ter conhecimento sobre o tema que vai escrever, tem que ter objetivos ao escrever, tem que saber para quem vai escrever.

Buscando não incorrer nesse erro durante minhas práticas de ensino em Língua Portuguesa Ensino Fundamental, contei com a orientação da professora Vera Pereira que me disseque deveríamos trabalhar com os gêneros textuais: primeiro um bloco; a crônica, depois outro; o conto. Infelizmente, tive tempo apenas de trabalhar o gênero crônica. O trabalho com tal gênero também serviu para a exploração linguística do texto e de modelo para a produção textual dos alunos que de forma alguma se deu no vazio, ao contrário, sempre foi bem contextualizada.



2 Do que dizem osPCN’s sobre o ensino de Língua Portuguesa no Ensino Fundamental
De acordo os PCN’s, os conteúdos de língua portuguesa devem seguir dois eixos: o do uso e o da reflexão. No eixo do uso devem ser levadas em conta as práticas de escuta, leitura, produção escrita e oral de textos. No que concerne à reflexão, deve-se trabalhar a gramática, mas não de forma descontextualizada. O trabalho com agramática não deve se basear em regras e memorização, mas sim fazer com que os alunos reflitam sobre os fenômenos linguísticos.
Durante minhas observações, o que mais me desagradou nas aulas de Língua Portuguesa observadas foi a falta de utilização de textos. Todos os conteúdos selecionados foram trabalhados de forma solta, não tiveram como suporte nenhum gênero textual. Também tais conteúdos...
tracking img