Artigo-medidas disciplinares sergio harfouche

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1288 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
CURSO: Pesquisa e Prática Pedagógica

Artigo Sobre as Medidas Socioeducativas do Promotor
Sergio Harfouche




Este artigo trata sobre as Medidas Socioeducativas que veem sido implementadas nas escolas do Estado de Mato Grosso do Sul. Pode-se dizer ou não se são “Práticas Pedagógicas”? Que consequências essas “medidas” têmlevado à escola enquanto instituição responsável pela transmissão do conhecimento formal.
Palavras-chave: medidas socioeducativas, pratica pedagógica, indisciplina.

MOINHO SEM ÁGUA
“[...] uma escola sem disciplina é como um moinho sem água”.
Comenius

Esse texto é fruto do trabalho da turma do terceiro semestre de Pedagogia do IESF- Instituto de Ensino Superior da FUNLEC, da disciplinaPráticas de Pesquisa e Práticas Pedagógica no ano de dois e doze. A turma foi dividida em duplas onde, com um mesmo questionário que consta no ANEXO 1, foram em escolas de sua escolha, buscando saber se a mesma aplicava ou não as Medidas Socioeducativas do Promotor Sergio Harfouche.
Essas medidas socioeducativas do promotor partem do pressuposto que se o aluno cometeu um ato indisciplinar ele seráindicado a uma medida disciplinar para aprender e se conscientizar do seu ato.
Vamos antes fazer uma análise sócio-histórica para tentarmos entender o porquê têm-se chegado a querer implementar medidas como essas em nossas escolas.
A sociedade, e consequentemente a escola, pois ela é reflexo da sociedade, passaram por grandes transformações nas últimas décadas. Tínhamos anteriormente uma disciplinae autoridade muito rígidas, onde a sociedade tinha uma postura muito diferente, cheia de conceitos e “preconceitos”. Contudo, no final da década de 60 uma parte da sociedade decidiu lutar por seus direitos e reivindicar mudanças no sistema a qual se encontrava. Nas escolas, o movimento da Escola Nova trouxe uma reviravolta na relação professor/ aluno, onde antes em sala de aula o mestre tinhapoder absoluto, passou-se a focalizar os interesses do aluno.
Com o capitalismo, mulheres saindo de casa para ajudar na renda familiar, as crianças passaram a ficar mais independentes, sendo cuidadas por outras pessoas, muitas vezes a qual não tinham parentesco nenhum; os pais chegando em casa cansados e não querendo cobrar de seus filhos com peso na consciência; as crianças se viram com maisliberdade, mais direitos, e bem menos deveres. Levando toda essa situação para a sala de aula, onde a maioria dos alunos não tem nem base de estrutura familiar pois os pais trabalham o dia inteiro fora sendo criados por babás; os pais são separados; são criados com os avós; onde não recebem princípios éticos básicos como respeitar os mais velhos, ou catar o seu próprio lixo, quem dirá princípios mais“densos” de cidadania como preservar patrimônio alheio. Anos se passaram e hoje nos encontramos nessa situação: alunos incontroláveis, que fazem tarefa quando querem, saem da sala sem nem se comunicar com o professor, e que acham que sala de aula é ponto de encontro.
Então, um Promotor resolveu fazer algumas medidas com o intuito de transformar esse quadro, aplicando a chamada “MedidasSocioeducativas”.
A disciplina escolar proposta no Artigo da Promotoria é:
Considerando que o objetivo profícuo da educação é formar cidadãos conscientes de seus direitos e deveres, capazes de assumir seu papel social e de construir conhecimento, e que, para tanto, há que se estabelecer uma relação mínima de respeito pelo espaço público, uma noção mínima de normas de relacionamentos interpessoais dos alunosentre si e entre educadores e educandos. Assim propomos este trabalho que será pautado pela preservação do direito e da liberdade de todos, bem como dos deveres, das responsabilidades e da ética que cabem a cada membro da comunidade educativa.
Diante da existência de uma visão, muitas vezes, equivocada acerca da interpretação do Estatuto da Criança e Adolescente que evidencia, de forma...
tracking img