Artes

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 28 (6959 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
JOGOS COOPERATIVOS:  ABORDANDO A QUESTÃO DA INCLUSÃO NAS AULAS DE EDUCAÇÃO  FÍSICA.

AUTOR: VINICIUS PAULETTI GONÇALVES

FACULDADE DE NUTRIÇÃO E FONOAUDIOLOGIA­ IMEC Faculdade de Ciência da Saúde­ IPA

  ESUMO R   Através   de   vivências   pessoais   obtidas   na   área,   pode­se   constatar   a   forte  presença da competição nos processos educativos nas aulas de Educação Física. Os Jogos Cooperativos aparecem como uma alternativa ao mundo competitivo e um meio  de ensino que prioriza a solidariedade e o trabalho de equipe. O objetivo deste trabalho é a análise dos jogos cooperativos e os seus processos  de inclusão nas Séries Iniciais. Palavras chaves: Jogos Cooperativos; Inclusão; Educação Física escolar.

2

FACULDADE DE NUTRIÇÃO E FONOAUDIOLOGIA­ IMECfaculdade de ciencia da saúde­ ipa 

CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA

JOGOS COOPERATIVOS:  ABORDANDO A QUESTÃO DA INCLUSÃO NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA.

AUTOR: VINICIUS PAULETTI GONÇALVES ORIENTADOR: ALEXANDRE LAZAROTTO

3

PORTO ALEGRE, NOVEMBRO DE 2001

4

Dedico   este   trabalho   aos   meus   pais,   Raul   e  Elizabete, e a todos os meus familiares e amigos que me  auxiliaram de forma direta ou indireta na realização desta  vitória. 

5

Faço uma homenagem especial aos educadores Denise  Grosso   da   Fonseca,   Jorge   Augusto   de   Oliveira   Eckert,   Jussara  Maria Pieruccini, Luiz Antônio Maronese,    Maria Leonor  Brenner  Ramos e Milton Felker, que foram de fundamental importância não  só para a realização deste trabalho, mas pela minha formação como 

6professor. Tenho orgulho de participar de suas aulas e aprender  com vocês. Agradeço com muito carinho.

7

SUMÁRIO

1. INTRODUÇÃO

4

2. JOGO E A SOCIEDADE: AS RAZÕES DA EXCLUSÃO

7

3. HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO FÍSICA COMO  PROCESSO EDUCATIVO NO BRASIL 4. DESENVOLVIMENTO DAS CRIANÇAS NAS  SÉRIES INICIAIS 15 11

5. JOGOS COOPERATIVOS: A POSSIBILIDADE DA INCLUSÃO 16

5.1 O que são Jogos Cooperativos17

5.2 Para que servem os Jogos Cooperativos

19

5.3 Abordagem do professor nos Jogos Cooperativos

21

6. CONCLUSÃO

23

BIBLIOGRAFIA

26

8

ANEXOS

28

9

1. INTRODUÇÃO A vivência em escolas e o contato com os professores de Educação Física  destes locais me inspiraram a trabalhar com os  jogos cooperativos  que,  apesar de serem extremamente importantes na construção do caráter e dos valores dos alunos,  são pouco trabalhados nas aulas, dando lugar a jogos competitivos e excludentes, que  criam   nas   crianças   sentimentos   de   medo,   angústia   e   decepção.   Mas   por   que   isto  acontece? Muitos são os fatores que podem ter influência direta na linha pedagógica e na maneira de trabalhar o jogo pelo professor de Educação Física em suas aulas. Os jogos trabalhados com crianças representam os valores e os anseios da  sociedade a qual pertencemos, ou seja, os jogos retratam nossa estrutura social. No  mundo em que vivemos a capacidade de destacar­se individualmente como o melhor, o  mais   eficiente,   torna­se   muito   importante   dentro   de   empresas,   instituições,   etc.   O  indivíduo   é   valorizado   por   suas   capacidades   frente  aos   demais,   dando­se   pouca  importância aos mecanismos utilizados, mesmo que os mesmos causem danos a outras  pessoas. Congratulações como “funcionário do mês”, “vendedor mais eficiente”, entre  outras, muitas vezes desprezam a maneira e os meios utilizados para tais feitos. O  individualismo   e  o  separatismo   tornam­se   mais   importantes   que  a   cooperação   e   a interdependência. Outro fator de enorme influência para a construção de valores e princípios  nos   jogos   infantis   é   a   influência   dos   esportes   de   rendimento,   ou   segundo   Tubino  esporte­performance,   os   quais   objetivam  rendimento,   numa   estrutura   formal   e   institucionalizada  (apud Fonseca, 1999, p. 63). A necessidade da vitória a qualquer ...
tracking img