Arte

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1257 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Sócrates e os Sofistas

Introdução
O conhecimento e a busca pela verdade sempre foi a grande preocupação dos assuntos filosóficos, assim veremos como Sócrates e os sofistas pensavam a respeito desses assuntos e qual o caminho percorreram na busca pelo conhecimento.
A história mostra, que o primeiro período do pensamento grego foi denominado período naturalista, pois este era voltado para ainvestigação da natureza, e tinha um sentido cosmológico. No final do século V temos um novo período que é caracterizado pelo interesse em investigar as questões humanas, numa visão antropológica. Essa nova fase é marcada principalmente por Sócrates e os sofistas, o qual veremos a seguir.
Sócrates e os sofistas
Na Grécia, com a passagem do mundo tribal à cidade-estado, ocorre uma mudança no modode pensar, que antes era predominantemente mítica, passando a ser racional e crítica, típica do pensar filosófico.
O período pré-socrático ou cosmológico é o período em que a filosofia se preocupa com a origem do mundo e a pela investigação da natureza. Era a busca de explicações racionais para o universo manifestada na procura de um princípio primordial (arché) para todas as coisas existentes.Seguiu-se a esse período uma nova fase filosófica, o período pré-socrático ou antropológico caracterizada pelo interesse no próprio homem e nas relações do homem com a sociedade. Essa nova fase foi marcada, no início, pelos sofistas.
Atenas tornou-se o centro da vida social, política e cultural da Grécia, em uma época onde ocorre um grande desenvolvimento da democracia grega. Era uma época de lutaspolíticas, e intenso conflito de opiniões nas assembléias democráticas. Por isso, os cidadãos mais ambiciosos sentiam a necessidade de aprender a arte de argumentar em público para, manipulando as assembléias, fazerem prevalecer seus interesses individuais e de classe.
E para dar essa educação, surgiram na Grécia, os sofistas, que são os primeiros filósofos do período socrático.
A designaçãosofista, que significa "mestre do saber" , aplica-se ao conjunto de oradores e pensadores surgidos em diversas partes da Grécia, mas sobretudo em Atenas na segunda metade do século V a.C. Exerciam o ensinamento de forma profissional e remunerada. Geralmente transmitia um saber pronto, sem crítica, que Platão identifica com uma mercadoria, que o sofista exibe e vende.
Vendiam seus conhecimentosprincipalmente aos jovens que buscavam boas colocações políticas através da habilidade de falar em público, nos tribunais e assembléias. Os sofistas criticavam a política aristocrática tradicional e as instituições por isso podem ser considerados como promotores da liberdade de espírito. A virtude mais importante dos sofistas era a capacidade de argumentar e convencer.
As lições sofísticas tinhamcomo objetivo o desenvolvimento do poder de argumentação, da habilidade retórica, do conhecimento de doutrinas divergentes.
Eles transmitiam todo um jogo de palavras, raciocínios e concepções que seria utilizado na arte de convencer as pessoas, driblando as teses dos adversários. Aristóteles definiu a sofistica como a "arte da sabedoria aparente" e acusou os sofistas de serem simples comerciantes dosaber.( BARSA; 1998 p.335)
Sócrates nasceu em Atenas por volta do ano de 470 a.C. Era filho de uma parteira, Fenarete, e de Sofronisco, homem bem relacionado no meio político. É tradicionalmente considerado um marco divisório da história da filosofia grega. Por isso, os filósofos que o antecederam são chamados pré-socráticos e os que o sucederam, de pós-socráticos. O próprio Sócrates não deixounada escrito, e o que se sabe dele e de seu pensamento vem dos textos de seus discípulos, e Platão foi o mais importante deles.
O estilo de vida de Sócrates assemelhava-se ao dos sofistas, passava a maior parte do tempo ensinando em lugares públicos, sempre dando demonstrações de que era preciso unir a vida concreta ao pensamento. Unir o saber ao fazer, a consciência intelectual à consciência...
tracking img