Aps unip 2012 si

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3594 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ATIVIDADES
PRATICAS
SUPERVISIONADAS

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO
SI1P68
UNIP – PARAÍSO

PROFESSOR:

Índice

* Objetivo do Trabalho – 3
* Introdução e Elementos da Programação Orientada a Objetos – 4
* Modelagem e Relacionamento de Dados – 7
* Dissertação – 11
* Projeto e Estrutura do Programa - 16

Objetivo do Trabalho

Demonstrar na prática a teoria de programaçãoorientada a objetos, visando suas possibilidades e ferramentas diversificadas para a criação de programas e softwares específicos com a necessidade do cliente.
Exemplos de uso de comandos de decisão e repetição, estrutura de dados, superclasse e subclasse, e métodos incorporados em classes Java.
Espera-se que ao concluir a atividade, o leitor possa ter noções básicas da usabilidade geral daorientação a objetos, com aspectos fundamentais da ferramenta JRE.
Especificamente, o programa usado nos mostra basicamente como calcular a área de uma circunferência ou um retângulo, e a possibilidade de escolha entre as duas opções, dentro de classes e subclasses.

A Linguagem

A programação orientada a objetos surgiu com o principal objetivo de unir os dados e funções em um único elemento: oobjeto. Esta metodologia traz uma série de vantagens sobre linguagens de programação procedural,
como o C:

ƒ Reusabilidade

As classes que compõem um sistema podem ser aproveitadas em outros sistemas, sem
qualquer alteração, pois dados e funções estão contidos dentro da classe. Caso haja necessidade, pode-se criar novas classes baseadas em outras já existentes, herdando ascaracterísticas da classe pai.
(Modularização)

ƒ Encapsulamento

Proteção dos dados contra alterações indevidas. O encapsulamento mantém
escondidos dados e métodos do objeto. Pode-se explicitamente declarar o grau de visibilidade de atributos e métodos.

ƒ Produtividade

A partir do momento que temos a disposição uma coleção de classes devidamente
testadas e com um funcionamento a prova deerros, para criar novos sistemas basta usar estas classes, sem nenhuma necessidade de reescrever e adaptar código. Isto dá, sem sombra de dúvida, maior rapidez e, conseqüentemente, produtividade no desenvolvimento de sistemas.
A Linguagem C++ é uma extensão da linguagem C que incorpora recursos de Orientação a Objetos. A linguagem C++ herdou todas as características de C, e adiciona recursos deprogramação orientada a objetos.
Sempre que possível será feita uma analogia entre C e C++. OBS: todos os arquivos de um projeto C++ devem ter a extensao .cpp.

Classe

Uma classe é um tipo definido pelo usuário, semelhante a uma estrutura, com o adicional que funções também podem ser inseridas. Estas funções (métodos) vão agir sobre os dados (atributos) da classe.
Toda classe deve terum construtor, que é um método com o mesmo nome da classe, sem valor de retorno. Ele é chamado quanto um objeto é inicializado e nele são definidos, pelo programador, os atributos que devem ser inicializados. Uma classe pode ter vários construtores, com diferentes argumentos (sobrecarga). As classes também podem ter um destrutor, que é um método sem parâmetros e sem retorno chamado quando o objetoé desalocado. O destrutor não pode ser chamado explicitamente e tem somente como função fornecer ao compilador o código a ser executado quando o objeto é destruído.

Objeto

Um objeto é uma instância da classe, da mesma forma como uma variável de estrutura em C. Por meio dele é que os métodos e variáveis da classe, ou superclasses, podem ser acessados. Os objetos podem ser alocados de formaestática ou dinâmica.

Método

Métodos são funções associadas a uma classe, e são chamadas pelos objetos pertencentes a classe ou por outros métodos da classe. No seguinte exemplo, para fazer a inicialização do Ponto p, em C deve-se chamar a função inicia passando-se a referência de qual variável será inicializada. Em C++, o objeto p chama seu método próprio inicia (int, int) que faz sua...
tracking img