Apostila cnc

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 23 (5512 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Escola SENAI “Roberto Mange” - Campinas

CNC

Mecatrônica

5

Escola SENAI “Roberto Mange” - Campinas

CNC

Informações preliminares para a programação de Centros de usinagem
Ao término desta unidade você conhecerá os principais fatores envolvidos na criação de um programa CNC. Requisitos necessários antes de programar • Estudo do desenho da peça

Há necessidade de uma análisesobre a viabilidade de execução da peça em conta as dimensões exigidas, sobremetal, ferramental necessário, fixação do material, etc. • Estudo dos métodos e processos

Definir as fases de usinagem de cada peça a ser executada, estabelecendo assim o que fazer e quando fazer. • Escolha das ferramentas

A escolha de um bom ferramental é fundamental para um bom aproveitamento do equipamento, bemcomo, a sua posição no magazine para minimizar o tempo de troca. • Conhecer os parâmetros físicos da máquina e sua programação

É preciso conhecer todos os recursos de programação disponíveis e a capacidade de remoção de cavacos, bem como, rotação máxima e número de ferramentas, visando otimizar a programação e operação. • Definição dos parâmetros de corte

Em função do material a ser usinado,buscar juntos ao fabricante de ferramentas, os dados de cortes como avanço (fn), rotação(S) e profundidade de corte (Ap).

6

Mecatrônica

Escola SENAI “Roberto Mange” - Campinas

CNC

Um programa CNC de Centro de usinagem contém todas as instruções e informações necessárias à usinagem de uma peça. Um programa para centro de usinagem, como igualmente é para torno, consta de: • Rotina deinicialização; • Rotina de troca da ferramenta; • Usinagem da peça; • Rotina de encerramento do programa. Além destes quatro itens, o programa para centro de usinagem poderá conter sub rotinas ou subprogramas. Exemplo de programação no Centro de Usinagem N010 G90 G17 G71 G94 N020 T07;BROCA DE CENTRO N030 M6 N040 G54 S2000 M3 D1 N050 G0 X30 Y25 Z10 N060 F400 M8 MCALL CYCLE 81 (5,0,-3,0) N070 MCALLCYCLE 81 (5,0,-3,0) N080 X30 Y25 N090 X90 N100 Y70 N110 X30 N120 MCALL N130 T08; BROCA DIAMETRO 8MM N140 M6 N150 G54 S1800 M3 D1 N160 F300 M8 N170 MCALL CYCLE 83 (5,0,2,-40,0,0,14,5,0,1,0,5,1) N180 X30 Y70 N190 Y25 N200 X90 N210 X70 N220 MCALL N230 G53 G0 Z-110 D0 M5 M9 (ou substituir a linha por G0 Z200 M5 M9) N240 G53 X-115 Y0 N250 M30
Mecatrônica 7

Escola SENAI “Roberto Mange” - CampinasCNC

Sistema de coordenadas
Ao término desta unidade você conhecerá o sistema de coordenadas, usado para definição de pontos no Centro de Usinagem.. Sistema de coordenadas Todas as máquinas-ferramenta CNC são comandadas por um sistema de coordenadas cartesianas na elaboração de qualquer perfil geométrico. Para que a máquina possa trabalhar com as posições especificadas, estas têm que serdeclaradas em um sistema de referência, que corresponde aos sentidos dos movimentos dos carros (eixos X, Y, Z). O sistema de coordenadas da máquina é formado por todos os eixos existentes fisicamente na máquina. As direções dos eixos seguem a “regra da mão direita”, e devemos pensar que programamos sempre a trajetória da ferramenta.

Coordenadas Absolutas No modo de programação em absoluto as posiçõessão medidas da posição zero atual (zero peça) estabelecido. Com vista ao movimento da ferramenta isto significa: ⇒ A dimensão absoluta descreve a posição para a qual a ferramenta deve ir. Função G90 – Coordenadas Absolutas As coordenadas absolutas são definidas através do código G90 e seus valores sempre deverão estar em relação ao ponto zero da peça.
8 Mecatrônica

Escola SENAI “RobertoMange” - Campinas

CNC

Eixo X; refere-se às medidas na direção
longitudinal da mesa;

Eixo Y; refere-se às medidas na direção
transversal da mesa;

Eixo Z; refere-se às medidas na direção
vertical da ferramenta.

Exemplo:

Y
Eixo X Eixo Y
35 60 20

P2
60

Ponto 1 Ponto 2 Ponto 3

20 50 70

P1
35 20

P3 X
20 50 70

Exercício 01. Faça o deslocamento, partindo da...
tracking img