Apontamentos sobre o conto 'o alienista' de machado de assis

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1383 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Apontamentos sobre o conto O Alienista, de Machado de Assis.

O conto O Alienista foi originalmente publicado entre 1881 e 1882 como parte da coletânea Papéis Avulsos. Este conto expressa a crítica ao cientificismo do século XIX e, por extensão, ao positivismo. A obra permite a reflexão sobre a literatura enquanto um saber que também indaga sobre o seu tempo e questiona a verdade e opoder estabelecidos. Trata-se de outro saber, que não se pretende científico, mas que é tão legítimo quanto aquele. Além desta leitura evidente do conto, pode-se também perceber, como um significado mais profundo ao texto, uma crítica e uma reflexão sobre o mecanismo do poder.
Baseado no registro das crônicas antigas, para dar veracidade e credibilidade ao seu texto, Machado faz uma vivacrítica ao cientificismo da segunda metade do século XIX. O Dr. Bacamarte, personagem central da trama, simboliza a fragilidade das certezas e verdades científicas tão diferenciadas na época. As contradições possíveis em que a ciência inevitavelmente coloca o homem são ironizadas neste conto, sob a perspectiva da falibilidade do poder constituído como verdade científica.
O narrador, em terceirapessoa, apresenta-nos Simão Bacamarte, médico brilhante, “o maior dos médicos do Brasil”[1], que preterindo os grandes centros europeus, retorna à sua terra natal e instala-se em Itaguaí. Casa-se com D. Evarista, mulher de poucos dotes físicos, mas a quem o médico considera apta, por suas condições fisiológicas e anatômicas, a dar-lhe filhos robustos, sãos e inteligentes. Mas, contrariando as suasesperanças, D. Evarista não lhe dá filhos. Talvez aqui já possamos perceber um primeiro indício da falibilidade da ciência.
O proeminente Dr. Simão Bacamarte detém a autoridade de definir os critérios sobre o que é a conduta normal e a que indica estágio de loucura. Seu poder de autoridade tem a ciência como base, da qual se considera representante, juiz e executor. Amparado em argumentospretensamente científicos, teorias que formula conforme a evolução dos acontecimentos, o Dr. Bacamarte atua como um ditador, uma espécie de “déspota esclarecido”. Ele classifica e decide quem deve ser internado no hospício denominado Casa Verde, ironicamente chamado de “Bastilha da razão humana”[2], expressão que Machado põe na boca do principal opositor do médico, Porfírio, o barbeiro. O alienistaao apropriar-se do poder de decidir quem está com algum distúrbio mental e deve ser recolhido à Casa Verde, o seu hospício, instaura na pequena cidade de Itaguaí um reino de terror.

Embora haja resistências, todos terminam por se dobrar à ciência. Mesmo quando a situação parece crítica, com a Rebelião dos Canjicas tornando-se vitoriosa. O Dr. Bacamarte acaba se saindo bem e Porfírio, olíder dos rebelados, procura o cientista para estabelecer um acordo. Afinal, a famosa sabedoria do Dr. Bacamarte endossaria o frágil poder recém-adquirido do barbeiro. Aliás, na vida real essa parece ser uma constante. Os rebeldes, tão logo instituem seu poder, negociam para que tudo permaneça na mais perfeita ordem. No caso em questão, significa a manutenção da Casa Verde e a legitimação do poderdo Dr. Bacamarte.

Tudo em nome da ciência. Ninguém se atreve a desafiá-la. Quem pode duvidar das boas intenções do alienista? Quem pode duvidar de suas opiniões? Só quem está louco! E o poder político instituído de Itaguaí legitima a atuação e as sentenças do cientista. A Câmara aprova suas propostas, mesmo quando ele muda radicalmente a teoria e decide libertar os ditos loucostrancafiados na Casa Verde, ou seja, a maioria da população e, de acordo com a nova teoria, recolher ao hospício que se achasse no gozo do perfeito equilíbrio das suas faculdades mentais. A representação política da cidade concorda que os “normais” sejam internados, o que incluía figuras ilustres da cidade. A teoria do alienista sofre uma reviravolta quando ele percebe que quatro quintos da população...
tracking img