Apec

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1896 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]











APEC (Cooperação Econômica da Ásia e do Pacífico)


FABIO HIURY LIMA VIEIRA
BEATRIZ MORAES
RAYANE PEREIRA
WILIAN BERGUER



































PALMAS


MAIO - 2012





FABIO HIURY LIMA VIEIRA
HENRIQUE
BEATRIZ MORAES
RAYANE PEREIRA
WILIAN BERGUER














APEC (Cooperação Econômicada Ásia e do Pacífico)


















Trabalho apresentado ao Professor Augusto Huaccha da disciplina Economia e Negócios
da turma AD1P32 , turno NOTURNO
do curso de Administração











Faculdade Objetivo de PalmasSUMÁRIO




1- INTRODUÇÃO P. 4


2-o que é, e por que ser bloco econômico P. 5


3- como podem ser classificados os Blocos Econômicos p. 6

4 Reconhecimento e descrição da Apec p. 7

5- Países Membros da Apec dados econômicosp. 8
6- CONCLUSÃO p. 9









1-INTRODUÇÃO



Este trabalho busca explorar de forma Panorâmica a Cooperação Económica da Ásia-Pacífico (doravante designada por APEC), estabelecida em 1989, que é um organismo intergovernamental informal para consulta e cooperaçãoeconómica entre os países da região, tendo como objetivo promover a liberalização do comércio e do investimento, intensificar a cooperação económica e técnica e promover o crescimento e desenvolvimento regional sustentáveis. Atualmente a APEC tem 21 membros, designados como “economias-membro”: Austrália, Brunei, Canadá, Chile, China, Hong Kong, Indonésia, Japão, Coreia do Sul, Malásia, México, NovaZelândia, Papua Nova Guiné, Peru, Filipinas, Rússia, Singapura, Taipé, Tailândia, Estados Unidos da América e Vietnã. E em vista e negociações para entrada da Raem no bloco isso até 2020. Este trabalho vai mostrar o que é e como se formou e o que visa este Bloco econômico.





2 o que é, e por que ser bloco econômico


Com a economia mundial globalizada, a tendência comercial é aformação de blocos econômicos. Estes são criados com a finalidade de facilitar o comércio entre os países membros. Adotam redução ou isenção de impostos ou de tarifas alfandegárias e buscam soluções em comum para problemas comerciais.
Em tese, o comércio entre os países constituintes de um bloco econômico aumenta e gera crescimento econômico para os países. Geralmente estes blocos são formados por paísesvizinhos ou que possuam afinidades culturais ou comerciais. Esta é a nova tendência mundial, pois cada vez mais o comércio entre blocos econômicos cresce. Economistas afirmam que ficar de fora de um bloco econômico é viver isolado do mundo comercial.


2.1 Vantagens e desvantagens

Em todas as modalidades de integração supranacional, ocorre a redução ou eliminação das tarifas ou impostos deimportação entre os países-membros. Por isso, os países que integram esses blocos (zona de livre comércio, união aduaneira, mercado comum ou união econômica e monetária) adotam, logo de início, a redução das tarifas de importação de várias mercadorias.

Neste sentido, os acordos de integração econômica trazem uma série de consequências para as empresas e a população dos países que integram estesblocos. Os consumidores podem se beneficiar dos produtos mais baratos que entram no país. No entanto, muitos desses consumidores podem ser prejudicados com o desemprego, em virtude da falência ou diminuição da produção das empresas nas quais trabalhavam, pois muitas delas não conseguem concorrer com os produtos mais baratos que vêm dos outros países com os quais são mantidas alianças....
tracking img