Antropologia e direito - pesquisa 1. livro histórias íntimas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2457 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE DO VALE DO RIO DO SINOS – UNISINOS
CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS
CURSO DE DIREITO

NOME AQUI

SEXUALIDADE E EROTISMO NA HISTÓRIA DO BRASIL

SÃO LEOPOLDO
2013
NOME AQUI

SEXUALIDADE E EROTISMO NA HISTÓRIA DO BRASIL

Trabalho desenvolvido na disciplina de Antropologia Filosófica e Direito, como parte da avaliação referente ao Grau A.

Professor: Erno Wallauer

SÃOLEOPOLDO
2013
SUMÁRIO

1. INTRODUÇÃO ........................................................................................................... 4
2. GLOSSÁRIO ............................................................................................................... 5
3. QUADRO COMPARATIVO ...................................................................................... 64. ETNIAS: ÍNDIAS E AFRO-DESCENDENTES ........................................................ 9
5. REFLEXÃO SOBRE A SEXUALIDADE DOS BRASILEIRO .............................. 10
6. CONCLUSÃO ........................................................................................................... 11
7. APRECIAÇÃO CRÍTICA......................................................................................... 12

1. INTRODUÇÃO

O presente trabalho me fez refletir sobre a sexualidade no tempo em que vivemos. A maior parte da população acredita que o liberalismo sexual, a homossexualidade e o desejo eloquentes, inclusive entre jovens, é coisa do presente, mas na realidade, não imagina que estes fatos vêm desde o princípio do mundo.
O conteúdo do livro utilizadopara realização deste trabalho, é muito rico em informações, bem como prende a atenção de quem o lê.
Infelizmente, como o tempo nos é ingrato, elaborei o trabalho com certa dificuldade, mas a leitura foi extremamente agradável.

2. GLOSSÁRIO

Pudenda: Designava os órgãos sexuais (pág. 14).
Voyeurismo: Desordem sexual que consiste na observação de uma pessoa em situações íntimas, sem que amesma saiba que está sendo observada (pág. 19).
Matriz: Útero (pág. 33).
Alcatreira: Bunduda (pág. 41).
Arreitar: Excitar, dar tesão (pág. 41).
Bimba: Pênis pequeno (pág. 41).
Crica: Vagina (pág. 41)
Pachoco: Genitália feminina (pág. 41)
Pívia: Masturbação (pág. 41)
Trombicar: Foder (pág. 41)
Vir-se: Gozar (pág. 41)
Sesso: Ânus (pág. 41)
Ósculos: Beijos (pág. 44)
Pejada:Grávida (pág. 59)
Cocottes: Cafetinas (pág. 86)
Mutescope: Projetor com manivelas (pág. 131)
Bem aparecida: Formosa (pág. 29)
Cono: Sexo feminino (pág. 32)
Amor veneris dulcedo appeletur: Clitóris feminino (pág. 32)
Nozdo: Amor e desejo (pág. 47)
Caxuxa: Termo afetuoso para mulher jovem (pág. 47)
Enxodozado: Apaixonado (pág. 47)
Indumba: Adultério (pág. 47)
Kunkungola: Jovemsolteira que perdeu a virgindade (pág. 47)
Dengue: Bem querer, benzinho (pág. 47)
Binga: Homem chifrudo (pág. 47)
Huhádumi: Venha me comer/foder (pág. 47)
Sodomita: Adúltero (pág. 48)
Mule: Pé (pág. 74)
Furores uterinos: Forças adormecidas nas mulheres normais, mas que eram reveladas por ninfômanas e histéricas (pág. 80).

3. QUADRO COMPARATIVO

BRASIL COLONIA | 1. Sobreviviam sob osigno do desconforto e da pobreza (pág. 13)2. A nudez simbolizava o pecado (pág. 17)3. Os seios eram considerados o lugar menos erótico e atrativo do corpo da mulher, eram vistos apenas como instrumento de trabalho, que devia recolher-se ao pudor à maternidade (pág. 18)4. Abster-se de banho era sinônimo de santidade, uma vez que o banho estava associado ao prazer. Sendo assim, a sujeira era maispresente do que a limpeza, o que, por sua vez, gerava inúmeros processos de divórcio pela sensibilidade ao odor que exalava dos cônjuges (págs. 19/20/23)5. Não haviam fechaduras nas portas, já que o Brasil era pobre e, na época, elas custavam caro, portanto, não havia privacidade, as pessoas sentiam-se mais à vontade, para ter relações sexuais, pelos matos, praias e campos, longe do olhar dos outros...
tracking img