Anne frank

Páginas: 5 (1111 palavras) Publicado: 5 de novembro de 2012
ANNE FRANK

Introdução
Anne Frank tinha apenas 15 anos quando morreu num campo de concentração nazi. Tal como ela, cerca de um milhão de crianças e jovens judeus foram mortos nos campos de concentração alemães. Crianças e jovens de quem muito pouco sabemos. Na maioria dos casos, nem o nome. E se conhecemos Anne Frank, foi porque ela nos fala de si e da sua família, dos seus medos e dassuas esperanças, da sua dor e do seu espanto, num mundo que parecia ter enlouquecido à sua volta.

A vida de Anne Frank

Anne Frank nasceu a 12 de Junho de 1929 em Frankfurt, Alemanha.
Em 1933 chega ao poder nesse país o partido nacional-socialista e anti-semita de Adolf Hitler. Em 1933, ela e os seus pais Edith e Otto e a sua irmã Margot mudaram-se para Amesterdão, na Holanda, para fugiràs perseguições nazis. Mas nem aí estavam seguros, porque em Março de 1940, os Alemães invadiram e ocuparam a Holanda.
Pouco tempo depois, os judeus holandeses, tal como sucedia por toda a Europa ocupada pelos nazis, começaram a ser presos e deportados para campos de trabalhos forçados, no Leste da Europa. A família Frank decide então esconder-se. Entre 1942 e 1944, os Frank e outra famíliajudaica refugiaram-se no anexo de uma casa onde o pai de Anne tinha tido os escritórios da sua pequena empresa. Não podiam sair à rua e viveram constantemente sob a ameaça de serem descobertos pela Gestapo. Graças à ajuda de alguns amigos holandeses, conseguiram sobreviver todo esse tempo.
Diário de Anne Frank

Foi nos anos de clandestinidade que Anne escreveu um diário. Escreveu-o em forma decartas a uma amiga imaginária, chamada Kitty sem qualquer intenção de um dia o dar a conhecer. Anne escrevia para si própria, para “aliviar o coração”, como dizia. Forçada a viver em cativeiro (“Sinto-me como um pássaro a quem cortaram as asas e que bate, na escuridão, contra as grades da sua gaiola estreita”). Anne escreveu para o papel a sua revolta de adolescente vítima de uma intolerânciaimpiedosa e brutal. A reclusão forçada acentuou o seu espírito de observação e a sua sensibilidade. A morte sempre à espreita obrigou Anne a ser “adulta antes do tempo”. As suas palavras, num estilo simples e directo, são um documento de valor universal: as lágrimas humanas têm todas o mesmo sabor.
Subitamente no dia 1 de Agosto de 1944, o Diário de Anne Frank interrompe-se. A Polícia assalta oanexo e prende os seus habitantes, ao todo oito pessoas.
Anne e os seus companheiros de refúgio tinham sido descobertos pela Gestapo devido a uma denúncia. Poucos dias antes, ela tinha escrito no seu Diário estas palavras: “Creio no que há de bom no ser humano”.
Anne foi levada primeiro para o campo de concentração de Auschwiktz e depois transferida com a sua irmã para o deBergen-Belsen.

Bergen-Belsen

Aqui sofreram maus-tratos, passaram fome e sede até ficarem esqueléticas e doentes. Por fim, em Março de 1945, Anne e Margot morreram de tifo, ao que se supõe, da sua família só o pai sobreviveu.
Pouco tempo depois do fim da guerra, dois amigos holandeses dos Frank descobriram, por acaso, as folhas manuscritas do Diário, entre velhos livros e jornais. A voz deAnne pareceu ter-se levantado do túmulo, rompendo o silêncio que os nazis quiseram impor a milhões de vozes.
Otto, o pai de Anne Frank, foi o único que sobreviveu. 
Quando a guerra terminou, regressou a Amesterdão. Aí recebeu de Miep, uma das funcionárias que o tinha ajudado, o diário de Anne, que havia guardado, na esperança de lho entregar. O pai decidiu publicá-lo em 1947. 
O diáriotornou-se um comovente depoimento sobre a guerra, a injustiça e a crueldade dos homens, mas também sobre a esperança que se vivia em tempo de guerra. É impossível ficar indiferente às palavras daquela menina e talvez por isso continue a ser um dos livros mais lidos em todo o mundo. 
O Diário foi publicado em quase todas as línguas do mundo, o Diário de Anne Frank tornou-se num dos mais comoventes...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Anne Frank
  • Anne Frank
  • Anne Frank
  • Anne frank
  • Anne Frank
  • Anne Frank
  • Anne frank
  • Anne Frank

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!