Aneurisma da aorta abdominal

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2368 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Título: Farmacoterapia usada em pacientes com aneurisma da aorta abdominal.

Heverton Alves Peres1

Sérgio Henrique Rafaini de Castro2

1. Farmacêutico pela Unifran (Universidade de Franca), mestrando em Clínica Médica pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Departamento de Nefrologia, Universidade de São Paulo (USP), Av. Bandeirantes, 3900; Ribeirão Preto, SP, CEP 14049-900,Brasil.
2. Farmacêutico pela Unifran (Universidade de Franca),pós-graduado em Farmácia Clínica e Atenção Farmacêutica pela Associação dos Farmacêuticos de Ribeirão Preto( AFARP)
Autor responsável: Heverton Alves Peres email: haperes@usp.br










Introdução



Aneurisma é uma dilatação anormal, localizada e permanente de uma artéria como conseqüência de umenfraquecimento de sua parede, ou de uma solicitação anormal sobre a estrutura normal da parede da artéria. O aneurisma da aorta abdominal (AAA) é uma dilatação focal desta artéria que supera em, pelo menos, 50% (cinqüenta por cento) o seu diâmetro normal.
A incidência de AAA, na maioria dos casos no segmento infra-renal, tem aumentado nos últimos anos e acredita-se que isso se deve ao aumento davida média das pessoas, aumentando com isso o percentual de pessoas idosas; o aparecimento de métodos de diagnóstico mais simples, menos invasivos e mais eficazes1.
Por outro lado, o maior conhecimento da doença e o tratamento cirúrgico efetivo, ou seja, a cirurgia que não é feita em caráter de urgência, trazem benefícios importantes para o paciente, aumentando a sua expectativa devida. O AAA quando se rompe, leva a uma mortalidade muito elevada. O AAA roto é a 13ª (décima terceira) causa de morte nos EUA e a 10ª (décima) causa no Canadá, entre homens acima de 65 (sessenta e cinco) anos1.






A incidência do AAA é (cinco) vezes maior em pacientes do sexo masculino e na ordem de 3,5 (três e meio) mais freqüentes em pacientes da raça branca em relação à raçanegra. Além disso, vale mencionar que no sexo feminino os AAA devem ser operados com diâmetro entre 4,5 (quatro e meio) e 5,5 (cinco e meio) cm, ou seja, menos 1 (um) cm em relação ao sexo masculino1.
Co-morbidades são comuns em pacientes com aneurismas da aorta abdominal (AAA) 2 . A maioria dos pacientes tem manifestações de doenças cardiovasculares tais como o infarto do miocárdio, acidentevascular cerebral ou hipertensão e também problemas pulmonares2-4.
Essas co-morbidades requerem tratamentos com uso de múltipla medicação controlada ao mesmo tempo. A importância da medicação na prevenção de eventos secundários é bem conhecida [4], mas há um risco de efeitos colaterais ou interação de drogas em pacientes que foram submetidos à correção endovascular de aneurisma (CEVA).Objetivos: O objetivo deste trabalho é dar ênfase a farmacoterapia usada em pacientes com aneurisma da aorta abdominal (AAA) e abordar as interações medicamentosas das classes terapêuticas usadas para combater a doença.
Métodos: Os artigos incluídos nesta revisão foram encontrados por meio de buscas em bancos de dados do PubMed e Scielo. As palavras chaves
usadas foram:Aneurisma Aorta Abdominal (AAA), Farmacoterapia e Interações Medicamentosas.









Farmacoterapia usada nos pacientes com Aneurisma da Aorta Abdominal


O Propranolol é um fármaco que pertence a classe dos betabloqueadores. Os betabloqueadores adrenérgicos, com relação aos efeitos no sistema cardiovascular, inibem as respostas cronotrópicas, inotrópicas e vasoconstritoras àação das catecolaminas epinefrina e norepinefrina nos receptores beta-adrenérgicos5.
Nos últimos 40 anos, os betabloqueadores adrenérgicos têm sido usados no tratamento da hipertensão arterial, demonstrando eficácia na redução da pressão, e hoje constituem a primeira opção terapêutica na hipertensão arterial associada à doença coronária, às arritmias cardíacas, à enxaqueca, entre outras...
tracking img