Anatomia e fisiologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 130 (32419 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de julho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Escola Regina Coelli Preparando para a Profissão e a Vida Reconhecida pelo Parecer N 357/2009 - Válido até 31/12/2013 Praça Monsenhor Macedo – 60 – Centro –Tianguá/CE Fone: 0XX(88) 3671.1358 E-mail: escolareginacoelli@hotmail.com.br

11
ANATOMIA E FISIOLOGIA

Marcos Henrique Muniz de Castro

Elogiar-te-ei porque fui feito maravilhosamente,
De um modo atemorizante.
Teus trabalhos sãomaravilhosos, 
de que minha alma  está bem apercebida."
Salmos 139:14
 
 
O homem, tal qual foi criado por Deus, é um complexo, não obstante,  uma unidade indivisível, onde todos os estamentos do ser atuam como um órgão só, e a vida como uma  única função.
Vida que, a partir do momento da concepção, desenvolve-se de uma única célula  a um ser com trilhões. Contudo não há desarmonia. Tudo funcionacorretamente, nos seus mínimos e, até mesmo, desconhecidos detalhes.
Um eterno e belo milagre de vida!   

HISTÓRIA  DA  ANATOMIA

"Ao te curvares com a rígida lâmina de teu bisturi sobre o cadáver desconhecido, lembra-te que este corpo nasceu do amor de duas almas, cresceu embalado pela fé e pela esperança daquela que em seu seio o agasalhou. Sorriu e sonhou os mesmos sonhos das crianças edos jovens. Por certo amou e foi amado, esperou e acalentou um amanhã feliz e sentiu saudades dos outros que partiram. Agora jaz na fria lousa, sem que por ele se tivesse derramado uma lágrima sequer, sem que tivesse uma só prece. Seu nome, só Deus sabe. Mas o destino inexorável deu-lhe o poder e a grandeza de servir à humanidade. A humanidade que por ele passou indiferente"
(Rokitansky, 1876) ||

O conhecimento anatômico do corpo humano data de quinhentos anos antes de Cristo no sul da Itália com Alcméon de Crotona, que realizou dissecações em animais. Pouco tempo depois, um texto clínico da escola hipocrática descobriu a anatomia do ombro conforme havia sido estudada com a dissecação. Aristóteles mencionou as ilustrações anatômicas quando se referiu aosparadigmas, que provavelmente eram figuras baseadas na dissecação animal. No século III A.C., o estudo da anatomia avançou consideravelmente na Alexandria. Muitas descobertas lá realizadas podem ser atribuídas a Herófilo e Erasístrato, os primeiros que realizaram dissecações humanas de modo sistemático. A partir do ano 150 A..C. a dissecação humana foi de novo proibida por razões éticas ereligiosas. O conhecimento anatômico sobre o corpo humano continuou no mundo helenístico, porém só se conhecia através das dissecações em animais. No século II D.C., Galeno dissecou quase tudo, macacos e porcos, aplicando depois os resultados obtidos na anatomia humana, quase sempre corretamente; contudo, alguns erros foram inevitáveis devido à impossibilidade de confirmar os achados em cadáveres humanos.Galeno desenvolveu assim mesmo a doutrina da "causa final", um sistema teológico que requeria que todos os achados confirmassem a fisiologia tal e qual ele a compreendia.
Porém não chegaram até nós as ilustrações anatômicas do período clássico, sendo as "séries de cinco figuras" medievais dos ossos, veias, artérias, órgãos internos e nervos são provavelmente cópias de desenhos anteriores.Invariavelmente, as figuras são representadas numa posição semelhante a de uma rã aberta, para demonstrar os diversos sistemas, às vezes, se agrega uma sexta figura que representa uma mulher grávida e órgãos sexuais masculinos ou femininos. Nos antigos baixos-relevos, camafeus e bronzes aparecem muitas vezes representações de esqueletos e corpos encolhidos cobertos com a pele (chamados lêmures), de...
tracking img