Analise de demonstrativos financeiros

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 35 (8745 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Gestão Financeira de Curto Prazo: Características, Instrumentos e Práticas Adotadas por Micro e Pequenas Empresas
Lucas Maia dos Santos (Universidade Federal de Viçosa) admlucasmaia@hotmail.com Marco Aurélio Marques Ferreira (Universidade Federal de Viçosa) marcoaurelio@ufv.br Evandro Rodrigues de Faria (Universidade Federal de Viçosa) evandro_farias@yahoo.com.br

Revista de Administração daUNIMEP, v. 7, n.3, Setembro / Dezembro – 2009

Endereço eletrônico deste artigo: http://www.regen.com.br/ojs/index.php/regen/article/view/145

©Copyright, 2009, Revista de Administração da UNIMEP. Todos os direitos, inclusive de tradução, são reservados. É permitido citar parte de artigos sem autorização prévia desde que seja identificada a fonte. A reprodução total de artigos é proibida. Osartigos só devem ser usados para uso pessoal e não comercial. Em caso de dúvidas, consulte a redação.

A Revista de Administração da UNIMEP é a revista on-line do Mestrado Profissional em Administração, totalmente aberta e criada com o objetivo de agilizar a veiculação de trabalhos inéditos. Lançada em setembro de 2003, com perfil acadêmico, é dedicada a professores, pesquisadores e estudantes.Para mais informações consulte o endereço http://www.raunimep.com.br .

Revista de Administração da UNIMEP
ISSN: 1679-5350 ©2009 - Universidade Metodista de Piracicaba Mestrado Profissional em Administração

Resumo Geralmente, as micro e pequenas empresas (MPEs) são atrativas do ponto de vista de rentabilidade, mas, devido às deficiências na gestão financeira de curto prazo, operam em altorisco de liquidez. Isso instiga estudos voltados à análise da gestão de capital de curto prazo das MPEs. Assim, o presente trabalho teve como objetivo investigar os fatores limitantes da gestão de capital de giro nas MPEs, escolhendo como delimitação regional o município de Viçosa-MG. Neste trabalho, que utilizou abordagem quantitativa exploratória, foram entrevistados 172 proprietários de MPEs emfuncionamento no município. Os principais resultados mostraram que as empresas praticam autofinanciamento e possuem ciclo de caixa correspondente a 56% do ciclo operacional e 81% das empresas possuem endividamento no
Revista de Administração da UNIMEP – Setembro / Dezembro – 2009, v.7, n.3. Página 70

Gestão Financeira de Curto Prazo: Características, Instrumentos e Práticas Adotadas por Micro ePequenas Empresas Lucas Maia dos Santos, Marco Aurélio Marques Ferreira, Evandro Rodrigues de Faria

curto prazo. Ficou evidente que grande número de empresas não seguem boas práticas de gestão financeira e não utilizam com freqüência ferramentas de controle, possibilitando concluir por limitações na administração financeira, corroborando estudos anteriores. Constatou-se que a manutenção de umacorreta gestão financeira de curto prazo está longe de ser unânime, perecendo devido ao desconhecimento ou até descaso de muitos empresários. Práticas que vão desde a elaboração relatórios financeiros até a capacitação dos gestores podem determinar a sobrevivência das MPEs no dinâmico ambiente empresarial. Palavras chave: capital de giro, risco de liquidez, micro e pequenas empresas.

AbstractUsually, micro and small enterprises (MPEs) are attractive because of their profitability, but, because of the deficiencies in the short term financial management, they work in a high risk level of liquidity. This fact urges studies about the analysis of the short term working capital management of these enterprises. This way, this paper aimed to investigate the restrictive factors of workingcapital management in the MPEs, choosing the city of Viçosa, MG as a regional delimitation. In this paper, in which it was considered the exploratory quantitive approach, 172 proprietors of MPEs working in the city mentioned were interviewed. The main results showed that the enterprises do self-financing e have capital cycle corresponding to 56% of the operational cycle and 81 % of the enterprises...
tracking img