Aluno

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2420 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
UIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ
CENTRO DE CIÊNCIAS
DEPARTAMENTO DE QUÍMICA ANALÍTICA E FISICO-QUÍMICA

DISCIPLINA: QUÍMICA ANALÍTICA III
PROFESSOR: FÁTIMA GOMES











RELATÓRIO

POTENCIOMETRIA











ALUNO: RAIMUNDO JEOVAN G. DO MONTE



MAIO 2011





1. INTRODUÇÃO


A Potenciometria é um método eletroquímico que se baseia na medida da forçaeletromotriz de uma célula galvânica.
Uma célula galvânica geralmente é constituída por um eletrodo indicador (seu potencial varia de forma conhecida com alterações na concentração de um analito) e um eletrodo de referência (potencial constante sob temperatura constante, independente da composição da solução do analito). Os eletrodos: indicador e referência podem estar separados ou combinados.Quando combinados, tem-se, como exemplo, o eletrodo de vidro combinado.
O potencial de uma célula é dado pela equação:
[pic]
O potencial de junção líquida (Ejunção) é gerado na interface de eletrólitos de diferentes composições e é reduzido a alguns milivolts ou menos com a introdução de uma ponte salina. Na maioria dos métodos eletroanalíticos, o potencial de junção líquida é suficientementepequeno para ser negligenciado.
A Potenciometria é dividida em:

• Potenciometria direta: neste tipo de potenciometria é feita a medida direta da atividade do íon.
• Potenciometria indireta: a potenciometria indireta ou titulação potenciométrica determina a concentração de determinado volume do titulado, através do volume gasto da solução padronizada (titulante) necessária paraatingir uma medida de potencial que representa o ponto de equivalência da reação.

O objetivo de uma medição potenciométrica é obter informações sobre a composição de uma solução mediante ao potencial que aparece entre dois eletrodos. A medição do potencial se determina mediante condições reversíveis, de forma termodinâmica, e isto implica que deve deixar o tempo suficiente para alcançar oequilíbrio, extraindo a mínima quantidade de intensidade para não influenciar sobre o equilíbrio que se estabelece entre a membrana e a solução da amostra.
Para obter medições analíticas válidas em potenciometria, um dos eletrodos deverá ser de potencial constante e não pode haver mudanças entre um e outro experimento. O eletrodo que satisfaz esta condição é o eletrodo de referência. Em razão daestabilidade do eletrodo de referência, qualquer mudança no potencial do sistema será ocasionada pela contribuição do outro eletrodo, chamado eletrodo indicador ou de trabalho.
O potencial registrado é na realidade a soma de todos os potenciais individuais, com seu sinal correspondente, produzido pelos eletrodos indicador e referência.
Geralmente, nas titulações potenciométricas deneutralização, utiliza-se como eletrodo indicador o eletrodo de vidro que pode já estar combinado com o eletrodo de referência. Também podem ser utilizados os eletrodos indicadores de hidrogênio, quinidrona, antimônio, pirita e aços inoxidáveis associados ao eletrodo de referência.
O potencial de um eletrodo de vidro, Eind, tem três componentes: (1) o potencial de interface, Ei; (2) o potencial doeletrodo de referência interna de Ag/AgCl; (3) um pequeno potencial de assimetria, Eass, que varia lentamente com o tempo. Pode-se escrever na forma de uma equação:
[pic]
onde o potencial de interface é calculado por [pic] em que a1 é a atividade da solução externa e a2, a da solução interna.
A calibração de eletrodo oferece as vantagens associadas à simplicidade, velocidade eaplicabilidade no monitoramento contínuo de pX. Sofre, contudo, de uma exatidão limitada por causa das incertezas nos potenciais de junção.
A exatidão para localizar o ponto de equivalência depende da magnitude da variação do potencial do eletrodo indicador (salto potenciométrico), isto é, da concentração e da força do ácido e da base envolvidos. Na titulação de ácidos com base forte (NaOH), quanto...
tracking img