Alguns teoricos (piaget,wallon,vigosty) e historia da psicologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 54 (13282 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO

A história da psicologia tem por volta de dois milênios. Isso explica os avanços na Física, na Geometria, na Política.
Alguns homens, como Platão e Aristóteles, dedicaram-se a compreender esse espírito empreendedor do conquistador grego, ou seja, a Filosofia começou a especular em torno do homem e da sua interioridade.
Os filósofos pré-socráticos preocupavam-se em definir arelação do homem com o mundo através da percepção.
A razão permitia ao homem sobrepor-se aos instintos, que seriam a base da irracionalidade. Ao definir a razão como peculiaridade do homem ou como essência humana, Sócrates abre um caminho que seria muito explorado pela Psicologia. As teorias da consciência são, de certa forma, frutos dessa primeira sistematização na Filosofia.
Este elemento deligação era necessário porque Platão concebia a alma separada do corpo.
Aristóteles (384-322 a.C.), discípulo de Platão, foi um dos mais importantes pensadores da história da Filosofia. Para Aristóteles, a psyché seria o princípio ativo da vida.
As vésperas da era cristã surgem um novo império que iria dominar a Grécia, parte da Europa e do Oriente Médio: o império Romano. Uma das principaiscaracterísticas desse período e o aparecimento e desenvolvimento do cristianismo.
Psicologia nesse período é relacioná-la ao conhecimento religioso, já que, ao lado do poder econômico e político, a Igreja Católica também monopolizava o saber e, conseqüentemente, o estudo do psiquismo.
Essa crise econômica e social leva ao questionamento da Igreja e dos conhecimentos produzidos por ela.
Como ofilósofo grego, considera que maneira de o homem, na sua essência.
São Tomás de Aquino encontra argumentos racionais para justificar os dogmas da Igreja e continua garantindo para ela o monopólio do estudo do psiquismo.
Dá-se, também, um processo de valorização do homem. Esse dualismo mente-corpo torna possível o estudo do corpo humano morto, e que era impensável nos séculos anteriores (o corpoera considerado sagrado pela Igreja por ser a essência da alma), e dessa forma possibilita o avanço da anatomia e da fisiologia, que iria contribuir em muito para o progresso da própria psicologia.
No século 19, destaca-se o papel da ciência, e seu avanço torna-se necessário. Há um impulso muito grande para o desenvolvimento da ciência, enquanto um sustentáculo da nova ordem econômica e social, edos problemas colocados por ela.
Na sociedade feudal a relação do senhor e do servo era típica de uma economia fechada, na qual uma hierarquia rígida estava estabelecida, não havendo mobilidade social.
Nesse mundo vivia um homem que tinha seu lugar social definido a partir do nascimento. A razão estava submetida à fé como garantia de centralização do poder.
O conhecimento tornou-seindependente da fé. Os dogmas então, da Igreja foram questionados. A racionalidade do homem apareceu, então, como a grande possibilidade de construção do conhecimento.
Estavam dadas as condições materiais para o desenvolvimento da ciência moderna.
As cores eram estudadas como fenômeno da Física, e a percepção, como fenômeno da Psicologia.
A Psicologia enquanto um ramo da Filosofia estudava a alma.Se antes a Psicologia estava subordinada à Filosofia, a partir daquele século ele passa a ligar-se a especialidades da Medicina, que assumira, antes da Psicologia, o método de investigação das ciências naturais como critério rigoroso do conhecimento.
A Psicanálise, que nasce com Freud, na Áustria, a partir da prática médica, recupera para a Psicologia a importância da afetividade e postula oinconsciente como objeto de estudo, quebrando a tradição da Psicologia como ciência da consciência e da razão.
A teoria de Piaget do desenvolvimento cognitivo (Epistemologia Genética) é uma teoria de etapas, uma teoria que pressupõe que os seres humanos passam por uma série de mudanças ordenadas e previsíveis.
A inteligência do indivíduo, como adaptação a situações novas, portanto, está...
tracking img